Forças Armadas reforçam apoio logístico no combate aos incêndios no Pantanal

As três forças componentes: Força Terrestre (Pantanal e Jauru), Força Naval e Força Aérea somam esforços com viaturas, aeronaves e embarcações, todos operando simultaneamente

Helicóptero do Exército sendo empregado no combate ao fogo no Pantanal.
Helicóptero do Exército empregado na operação. (Foto – Divulgação/EB)

Uma semana após a ativação do Comando Operacional Conjunto PANTANAL II, as atividades de apoio logístico das Forças Armadas aos órgãos de proteção ambiental das três esferas governamentais seguem em ritmo constante e ininterrupto. Nos últimos dias, 307 militares do Cmdo Op Cj foram empregados no transporte de agentes de combate a incêndio, assim como de toneladas de equipamentos e nas mais diversas ações que buscam proteger o bioma pantaneiro.

As três forças componentes: Força Terrestre (Pantanal e Jauru), Força Naval e Força Aérea somam esforços com viaturas, aeronaves e embarcações, todos operando simultaneamente. Já são mais de 147 mil litros de água lançados sobre focos de incêndio, principalmente pela Aeronave KC 390, além de diversos apoios, a exemplo das ações de combate a incêndio na região do Rabicho, reconhecimento aéreo e transporte de material com as aeronaves UH-12, HM1- Pantera e HM3-Cougar.

As atividades possibilitam que integrantes do ICMBio, Prevfogo/Ibama, bombeiros da Força Nacional e outros combatentes do fogo tenham acesso a regiões afastadas ou de difícil trânsito, como Poconé, Porto Conceição, Parque Nacional do Pantanal (Mato Grosso), Barranco Branco, Porto Murrinho e outras no Mato Grosso do Sul.

Operação Conjunta Pantanal II

Para que uma operação de dimensões tão amplas seja realizada, é necessário o emprego simultâneo de diversos meios, todos eles vocacionados para o mesmo objetivo. As Forças Armadas, pela sua prontidão logística e operacional, utilizam os recursos humanos e materiais existentes para missões tão complexas e realizadas em uma região conhecida pela sua dimensão e características próprias como o Pantanal.

Barco da Marinha combatendo fogo no Pantanal.
As três forças componentes: Força Terrestre (Pantanal e Jauru), Força Naval e Força Aérea somam esforços com viaturas, aeronaves e embarcações, todos operando simultaneamente. (Foto – Divulgação)

O Cmdo Op Cj Pantanal II foi ativado no dia 28 de junho, por meio da portaria 3.179, assinada pelo ministro da Defesa, José Múcio Monteiro. Com essa medida, as Forças Armadas, compostas pela Marinha, Exército e Força Aérea, somam esforços para combater os incêndios na região do Pantanal pelo período de quatro meses. As atividades do Comando Conjunto estão sob a responsabilidade do General de Exército Baganha. As ações são desencadeadas nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Botão Voltar ao topo