publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Dorival Júnior analisa início da preparação da Seleção Brasileira

Em entrevista à CBF TV, o treinador contou sobre o período de preparação da equipe e analisou os adversários dos dois amistosos antes da estreia na Copa América

(Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

O técnico Dorival Júnior começou na quinta-feira (30) a preparação dos convocados para a disputa da primeira competição oficial com a Seleção Brasileira. A Copa América será aberta no dia 20. O Brasil estreia contra a Costa Rica, no dia 24, em Los Angeles.

Até lá, o treinador vai comandar o time numa série de treinamentos em Orlando, na Flórida, e em dois amistosos. O primeiro será contra o México, no dia 8, no Texas. A ‘Seleção dos Estados Unidos será o adversário no dia 12, em Orlando.

Em entrevista à CBF TV, o treinador contou sobre o período de preparação da equipe, explicou a opção por treinar nos Estados Unidos e analisou os adversários dos amistosos.

TREINOS NA FLÓRIDA

Já estamos vivenciando aquilo que nós enfrentaremos aqui nos Estados Unidos. É um período muito quente aqui, um pouco diferente do que estamos passando no Brasil neste instante. A maioria dos jogadores já está aqui. Faltam apenas alguns atletas que estão jogando ainda este final de semana pelos seus clubes.

PREPARAÇÃO DA EQUIPE

Vamos tentar acelerar o máximo possível, buscando todos os dias um trabalho um pouco mais coletivo, tentando inserir alguns conceitos que nós queremos, alguns comportamentos que serão necessários e exigidos nos setores de campo

Queremos encontrar um caminho que faça com que a Seleção possa sustentar por um tempo maior um padrão, que possamos definir esse padrão de jogo rapidamente.

Isso é tudo que nós buscamos nesse momento. Fazer com que a Seleção tenha um caminho, encontre esse caminho, de uma maneira mais sustentável, que possamos jogar sem que corramos riscos grandes ao longo das partidas.

Buscando aí um equilíbrio entre os setores, que nos passe uma confiança, e faça com que a gente seja mais efetivo ofensivamente para que possamos encontrar os resultados necessários.

ADVERSÁRIOS NOS AMISTOSOS

São duas equipes muito fortes fisicamente. O México é uma equipe que se defende muito bem, tem um jogo de transição muito interessante. A seleção dos Estados Unidos já procura ter um pouco mais de posse de bola.

Faz um trabalho também interessante usando geralmente um homem um pouco mais fixo, que sustenta muito bem esse volume inicial do jogo. Eles têm uma marcação também muito concentrada. Serão dois compromissos muito importantes, interessantes, que nos darão uma ideia do momento que nós estaremos vivendo.

Botão Voltar ao topo