publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Base para emprego da Operação Karipuna em Rondônia é concluída pelo 17º Batalhão Logístico de Selva

A operação de desintrusão é coordenada pela Secretaria Geral da Presidência da República

A estrutura mobilizada irá proporcionar toda a logística necessária para, aproximadamente, 230 agentes de diversos órgãos. (Foto: EB)

O 17º Batalhão Logístico de Selva, organização militar responsável pela montagem da base que será utilizada no emprego da Operação Karipuna, concluiu, em curto espaço de tempo, a montagem do local para cumprir a missão de desintrusão na Terra Indígena Karipuna, localizada nos municípios de Porto Velho e Nova Mamoré, em Rondônia (RO).

O permanente estado de prontidão operacional e logística da Brigada foi fundamental para permitir a montagem da base, que tem como objetivo retirar os invasores, majoritariamente garimpeiros e madeireiros ilegais, para devolver o domínio da região aos povos originários.

Para a montagem da base, foram empregados mais de 70 militares e 24 viaturas, que percorreram quase 20.000 Km, transportando cerca de 600 m³ de materiais e suprimentos para o interior do estado de Rondônia. A estrutura mobilizada irá proporcionar toda a logística necessária para, aproximadamente, 230 agentes de diversos órgãos.

Além disso, as comunicações táticas da operação, também, ficaram a cargo da Brigada Príncipe da Beira, que reforçou a tropa com módulos de Comunicações, Engenharia, Polícia do Exército e outros elementos de combate.

A operação de desintrusão é coordenada pela Secretaria Geral da Presidência da República e conta a participação do Exército Brasileiro, Força Nacional de Segurança Pública (FNSP), Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), IBAMA, INCRA, FUNAI, ABIN, CENSIPAN, Ministério dos Povos Indígenas, Ministério do Trabalho e Emprego, entre outras agências.

A operação de desintrusão é coordenada pela Secretaria Geral da Presidência da República. (Foto: EB)

Botão Voltar ao topo