publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Pinda promove evento participativo do programa Pró Clima

(Foto: Divulgação/PMP)

Pindamonhangaba, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, com suporte do ICLEI, deu um passo importante rumo ao desenvolvimento sustentável de baixo carbono e resiliente ao clima.

Na última sexta-feira (17), a Prefeitura promoveu, como parte do Programa Pró Clima, uma oficina que teve com objetivo qualificar o processo de desenvolvimento dos produtos permitindo a identificação de dinâmicas, fenômenos e processos na escala do cotidiano, que muitas vezes não são detectados em outras bases de informação.

O evento, que aconteceu na sede da OAB do município, contou com a participação da secretária de Meio Ambiente, Maria Eduarda San Martin, do gerente técnico do ICLEI América do Sul, Gil Scatena, da assessora de Biodiversidade e Resiliência do ICLEI América do Sul, Marília Israel, da assistente da área técnica do ICLEI Brasil, Júlia Finotti, além de representantes de Secretarias, de Sindicatos, do Conselho Municipal de Meio Ambiente, entre outros.

“Nosso município está à frente ao reconhecer a importância de mapear e proteger esses serviços. É uma forma de garantir que nossa cidade se torne mais resiliente aos impactos das mudanças climáticas, protegendo protegendo a população e o meio ambiente”, destacou a secretária de Meio Ambiente.

O Diagnóstico de Serviços Ecossistêmicos, componente chave do Plano Pinda ProClima, avalia os benefícios fornecidos pela natureza e as ameaças presentes no território. Este diagnóstico é fundamental para identificar áreas prioritárias para ações que promovam o desenvolvimento urbano sustentável e a adaptação baseada nos ecossistemas, preservando a biodiversidade local.

Durante o evento, locais como o ribeirão Grande e Piracuama foram destacados pela sua importância para a qualidade de vida dos munícipes, assim como áreas verdes como o Parque da Cidade e o Bosque da Princesa, fundamentais para o lazer e saúde da população.

Além do evento participativo, o Programa Pinda Pró Clima também inclui a realização do Inventário de Gases do Efeito Estufa, a avaliação de riscos e vulnerabilidades climáticas, bem como a elaboração de um plano de ação climática, demonstrando o compromisso da administração municipal com práticas sustentáveis e adaptação às mudanças ambientais.

Com iniciativas como esta, Pindamonhangaba não apenas se prepara para enfrentar os desafios futuros, mas também reforça seu papel como líder em políticas ambientais no interior de São Paulo.

A cidade não apenas responde às crises climáticas atuais, mas também prepara um caminho para um futuro mais seguro e sustentável para todos os seus habitantes.

Botão Voltar ao topo