fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Pindamonhangaba participa da 22ª Semana Nacional de Museus

Museu de Pindamonhangaba. (Foto: Luis Claudio Antunes/PortalR3)

Pindamonhangaba está participando da 22ª edição da Semana Nacional de Museus, que este ano traz o tema “Museus, Educação e Pesquisa”. A escolha do tema, proposto anualmente pelo Conselho Internacional de Museus – ICOM para o Dia Internacional dos Museus, celebrado em 18 de maio, apresenta uma reflexão sobre a fundamental atuação dos museus como impulsionadores de educação e pesquisa. A Secretaria de Cultura e Turismo de Pindamonhangaba apoia a iniciativa, que é realizada no Museu Histórico e Pedagógico Dom Pedro I e Dona Leopoldina.

Em 2024, o foco da Semana Nacional de Museus é a utilização dos espaços como fonte de pesquisas, e conta com a parceria da Universidade de Taubaté, grande fomentadora de pesquisa sobre o Vale do Paraíba. “As ações da semana nacional de museus foram pensadas para despertar a visão acadêmica, por isso todos alunos de todas faculdades da nossa cidade e região e pesquisadores são chamados a participar conosco. É um convite para fazermos desse museu e do acervo municipal fonte de pesquisa e contribuir para o registro da história municipal de forma robusta”, explicou o gestor cultural Mauro Celso Barbosa.

Em Pindamonhangaba, a programação começou na terça-feria (14) com a mesa redonda com educação patrimonial com Rachel Duarte Abdala, Nathália Maria de Novaes Victor e Juraci Conceição de Faria. Na quarta-feira (15) terá a palestra Justiça e Museologia: restituição de bens culturais e o papel de museus, com Thales Vargas Gayean; e na quinta-feira (16) haverá mesa redonda Equipamentos Culturais Como Fonte de Pesquisa Acadêmica com Suzana Lopes Salgado Ribeiro, Pedro Brígido Correia e Michael Santos Silva.

Toda programação acontece às 19h30 e é aberta à população. Além dessa programação, o Museu segue com a programação de exposições destacando as exposições Mostra África e 6º Salão de Humor. O museu fica aberto de terça a domingo das 9 às 17 horas.

Botão Voltar ao topo