fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Saiba o que pode acontecer quando diferentes tipos de mídia se entrelaçam

Cena de Fallout, da Amazon Prime. (Imagem: frame Fallout)

A mistura entre os diferentes tipos de mídias já é bem conhecida do público. E pode-se dizer que, na maioria das vezes, é um sucesso. Adaptar o conteúdo de plataformas diferentes transformando programas de TV em jogos, jogos em filmes e vice-versa pode ser uma tarefa bem difícil. Mas essa mistura de artes mexe com o público e faz com que eles tenham a oportunidade de curtir seu jogo, filme, série de TV, etc. de uma forma diferente.
Confira a seguir exemplos dessa mistura cada dia mais popular.

Confira a seguir exemplos dessa mistura cada dia mais popular.

Diferentes tipos de jogos na TV

A franquia de jogos de RPG Fallout é um dos mais recentes jogos de sucesso que ganhou sua versão em uma mídia diferente. Em 2024, o jogo se tornou uma série de TV que vem agradando tanto críticos quanto o público e chegou a disparar as vendas dos jogos. Uma notícia importante para muitos é que você não precisa ter jogado nem conhecer a história dos jogos para aproveitar a série. Apesar de se basear na franquia, a série conta uma história original. O Prime Video já confirmou a 2ª temporada da série.

Há tanto tempo jogos, programas de TV, livros, cinema e séries se entrelaçam que às vezes fica difícil saber qual mídia é a original. Esse é o caso do jogo Plinko, que hoje em dia é sucesso online em websites que oferecem uma versão conhecida como demo que serve para que as pessoas experimentem o jogo antes de jogá-los de fato. O jogo surgiu de um programa americano chamado The Price Is Right. No Brasil, já tivemos programas que lembravam bastante o formato, como o game show Jogo das Fichas, apresentado por Silvio Santos.

Saindo das páginas dos livros para virar jogos e série

Do escritor polonês Andrzej Sapkowski, a saga The Witcher, que teve início nos anos 90, é composta por oito livros. Mas essas histórias não ficaram presas nas páginas dos livros, elas inspiraram quadrinhos, diferentes tipos de jogos e até uma série de televisão.

Como jogo, The Witcher ganhou diversas versões para diferentes plataformas, mas são três os títulos principais: The Witcher, de 2007, The Witcher 2: Assassins of Kings, de 2011, e The Witcher 3: Wild Hunt, de 2015. O sucesso dos jogos rendeu não apenas muitos prêmios, mas também fez com que surgisse um interesse nos livros que os inspiraram. Por isso, houve uma demanda por mais traduções que expandiram ainda mais o sucesso tanto dos livros quanto dos jogos no mundo todo.

No final de 2019, a gigante dos streamings, Netflix, lançou a série de televisão The Witcher. Com nomes como Henry Cavill e Freya Allan no elenco, nem é preciso dizer que a série foi bem recebida pelo público e é considerada por muitos como uma das melhores adaptações de livros/games. Recentemente, em abril de 2024, a Netflix anunciou o início das gravações da tão aguardada 4ª temporada da série.

Está mais do que provado que é possível fazer excelentes adaptações de obras criadas em mídias muito diferentes entre si. Além disso, é possível apreciar cada uma delas se forem respeitadas as particularidades de cada uma.

Botão Voltar ao topo