fbpx

Sabesp é finalista de maior prêmio do mundo no setor de biogás

Companhia concorre no AD and Biogas Industry Awards 2024 com sistema de produção de biogás a partir do esgoto em Franca

A Sabesp é finalista do AD and Biogas Industry Award 2024, a maior premiação do mundo no setor de biogás. A Companhia concorre na categoria Melhor Planta de Biogás Abaixo de 1 MWe com o sistema de produção de biogás na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Franca, no interior paulista, projeto ligado à economia circular que inova ao converter o gás proveniente do tratamento de esgoto em combustível para carros da frota da empresa.

Organizado pela Associação Mundial do Biogás (WBA, na sigla em inglês) em parceria com a Associação de Digestão Anaeróbica e Biorecursos (ADBA), o prêmio reconhece iniciativas inovadoras com o uso do biocombustível. Os vencedores desta edição serão conhecidos em 10 de julho durante cerimônia em Birmingham, no Reino Unido, durante a Exposição Mundial de Biogás e o Summit Mundial de Biogás.

Realizado anualmente desde 2010, o AD and Biogas Industry Award reconhece a excelência e a inovação no setor de biogás no mundo. O projeto da Sabesp em Franca concorre com outras quatro iniciativas: da Inglaterra, da Irlanda do Norte e dois da Índia.

Biogás em Franca
A Sabesp começou a usar em abril de 2018 o biometano em sua frota em Franca. O biogás gerado no processo de tratamento do esgoto passa por um sistema de remoção das impurezas, umidade e aumento da concentração de metano. O resultado é um combustível usado no lugar na gasolina, do álcool e do GNV (gás natural veicular). A forma de utilização deste biometano nos veículos é a mesma do GNV.

Atualmente, são realizados em média 208 abastecimentos por mês em 40 veículos adaptados no padrão GNV. A ETE Franca trata 550 litros/segundo de esgoto e produz em torno de 3.000 m³/dia de biogás nos seus digestores anaeróbios de lodo (sendo no biogás 65% de metano). De abril de 2018 a dezembro de 2023, foram usados na frota local 150.726 m³ de biometano em 13.516 abastecimentos nos veículos. Este volume representa uma economia de R$ 535 mil com a redução do consumo de etanol. Outro aspecto é a redução da emissão de gases de efeito estufa pela substituição de combustível fóssil dos veículos pelo biometano, uma fonte de energia limpa.

Botão Voltar ao topo