fbpx

Taubaté inicia vacinação contra a dengue

A Prefeitura de Taubaté inicia nesta terça-feira, 7, campanha de vacinação contra a dengue para crianças/adolescentes com 10 anos (10 anos, 11 meses e 29 dias), população mais vulnerável para as formas graves da doença.

O município recebeu 4.748 doses da vacina, que estarão disponíveis em 35 unidades de saúde. O esquema vacinal recomendado prevê a administração de duas doses do imunizante, com intervalo de três meses entre as doses.

A expectativa é que a faixa etária seja ampliada semanalmente, até atingir o público alvo previsto inicialmente, de 10 a 14 anos (14 anos, 11 meses e 29 dias), conforme a quantidade de doses e recomendações do Estado e do Ministério da Saúde.

O responsável e a criança/adolescente devem comparecer às salas de vacinação e apresentar a carteira vacinal, documento com foto, comprovante de residência e CPF.

OBSERVAÇÕES

Após a infecção pelo vírus da dengue é recomendado aguardar seis meses para o início do esquema vacinal, contanto a partir da data de notificação.

Nas situações em que a infecção ocorra após o início da vacinação, não há necessidade de alteração do intervalo entre primeira e segunda doses, desde que a segunda não seja aplicada com período inferior a 30 dias do início da doença, contanto a partir da data de notificação. Esse intervalo não prejudica a resposta imunológica para a complementação do esquema vacinal, não sendo necessário reiniciá-lo.

CONTRAINDICAÇÕES

A vacina não é recomendada nos seguintes casos:

crianças menores de 4 anos e pessoas com mais de 60 anos de idade;
pessoas com anafilaxia à substância ativa ou a qualquer excipiente listado na seção composição da vacina ou a uma dose anterior dessa vacina;
pessoas com imunodeficiência congênita ou adquirida, incluindo aqueles recebendo quimioterapia ou corticóides sistêmicos em doses elevadas (por exemplo 20 mg/dia ou 2 mg/kg/dia de prednisona por duas semanas ou mais), dentro de quatro semanas anteriores à vacinação;
pessoas com infecção por HIV sintomáticas ou com infecção por HIV assintomática com função imunológica comprometida;
gestantes;
mulheres amamentando (lactantes).

Botão Voltar ao topo