fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Pinda celebra Mês da Mulher na Praça do Castolira

O evento, organizado pela Prefeitura de Pindamonhangaba, por meio da Secretaria da Mulher, Família e Direitos Humanos, em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, reuniu dezenas de pessoas e ofereceu diversas atividades voltadas para o bem-estar feminino

O evento, organizado pela Prefeitura de Pindamonhangaba, por meio da Secretaria da Mulher, Família e Direitos Humanos, em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, reuniu dezenas de pessoas e ofereceu diversas atividades voltadas para o bem-estar feminino. (Foto: Divulgação)

No último sábado (23), a Quadra do Castolira foi palco de uma grande celebração em homenagem ao Mês da Mulher. O evento, organizado pela Prefeitura de Pindamonhangaba, por meio da Secretaria da Mulher, Família e Direitos Humanos, em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, reuniu dezenas de pessoas e ofereceu diversas atividades voltadas para o bem-estar feminino.

A programação contou com uma alegre e contagiante aula de zumba da professora Lu, que animou as mulheres e crianças que estavam participando do evento. Teve também espaços para cortes de cabelos, sessões de massagem facial, atendimentos jurídicos com as advogadas do Projeto Recomeçar, aferição de pressão arterial, teste de glicemia com a parceria da UNIFUNVIC, sorteios de brindes, entre outras atividades.

Para a diretora da Mulher e Família, Luciana Simonetti, o evento foi um grande sucesso. “Estivemos em mais uma região do município, trazendo essa grande celebração, proporcionando um momento de conscientização, de união e do reconhecimento dos direitos das mulheres”, disse a diretora.

O secretário da Mulher, Família e Direitos Humanos, João Carlos Salgado, falou sobre a importância da promoção da valorização da mulher. “Promover a valorização da mulher, significa construir um mundo onde suas capacidades, talentos e perspectivas únicas sejam reconhecidos e celebrados, impulsionando o progresso social e a construção de um futuro mais justo e próspero para todos”, afirmou.

Botão Voltar ao topo