fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Seleção Brasileira enfrenta a Inglaterra na estreia do técnico Dorival Júnior

Amistoso em Wembley neste sábado (23) marca estreia de Dorival Júnior no comando da equipe; partida começa às 16h e terá transmissão por vários plataformas do Grupo Globo

Treino – Seleção Brasileira Masculina – 22/03/2024 – Wembley. (Foto: Rafael Ribeiro/CBF)

A Seleção Brasileira vai começar o ano em Londres. Neste sábado (23), às 16h (horário de Brasília), o Brasil fará um dos maiores clássicos do futebol mundial.

Com todos os ingressos vendidos em apenas oito horas em novembro, a Seleção enfrentará a Inglaterra, em Wembley, considerado um dos palcos mais nobres do esporte no planeta. A partida terá transmissão por várias plataformas do Grupo Globo.

Esta será a primeira partida da Amarelinha sob o comando de Dorival Júnior. Contratado em janeiro, ele tem como missão em 2024 a disputa da Copa América e das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2026. Em entrevista

“Ter a oportunidade de jogar uma partida deste nível, principalmente uma estreia vestindo a camisa da Seleção Brasileira, é natural que tenha um significado especial para todo e qualquer profissional”, disse o treinador.

“Entendo que tem um quê de responsabilidade quando se veste a camisa da seleção, ainda mais em termos de resultados. Temos que manter um quê de sonhador.

O quanto sonhamos em defender a Seleção, de poder jogar contra a Inglaterra em Wembley. Esse é o caminho. Muitas vezes a pressão nos faz esquecer as nossas origens, o porquê de estarmos aqui vestindo essa camisa”, completou o lateral Danilo.

Mais de 20 anos de experiência
Campeão das duas últimas edições da Copa do Brasil (São Paulo, em 2023, e Flamengo, em 2022), Dorival chega ao comando da Seleção Brasileira com mais de 20 anos de experiência como treinador.

Ele conquistou também a Libertadores em 2022 pelo Flamengo, a Recopa Sul-Americana em 2011 pelo Internacional e a Copa do Brasil em 2010 pelo Santos.

Antes, Dorival foi atleta e começou sua carreira profissional na Ferroviária, time em que cultivou seu amor pelo esporte desde criança por acompanhar seu pai, que trabalhava na equipe Grená.

Apelidado apenas de Júnior, ele atuava como volante e defendeu 12 clubes, incluindo Palmeiras, Grêmio, Juventude e Coritiba, além de equipes de Santa Catarina e do interior de São Paulo.

Adversários europeus

Logo na estreia, Dorival vai colocar a Seleção para medir forças com dois adversários europeus, algo raro no calendário de Seleções. Depois da Inglaterra, o Brasil enfrentará a Espanha, na terça-feira (26), em Madrid. Os dois adversários foram escolhidos pelo presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues.

Ele negociou pessoalmente com as duas federações há mais de um ano. “A Seleção precisa sempre enfrentar os melhores.

Adversários fortes fazem todos crescerem. Esse é o nosso objetivo. Competir sempre no mais alto nível”, disse Ednaldo Rodrigues. O Brasil não enfrentava um time europeu desde a Copa do Mundo de 2022, quando foi eliminada, nos pênaltis, pela Croácia.

Novo uniforme
Os jogadores vão vestir o uniforme número dois da nova coleção desenvolvido pela Nike. A camisa azul apresenta um padrão inspirado na natureza local, celebrando as belas texturas e cores que são sinônimos do Brasil, além da influência do Joga Bonito no futebol mundial.

A estampa de ondas na parte frontal da camisa celebra as famosas praias e litorais do país, capturando as curvas da natureza brasileira. A nova coleção é inspirada na natureza e na cultura do país e em seu talento para o futebol.

O escudo da CBF retorna ao centro, assim como na versão de 2004. Os nomes dos jogadores são apresentados em uma fonte totalmente nova, desenvolvida a partir da rica arte e design brasileiros.

Dentro da gola, um emblema exclusivo traz a inscrição “Brasil Para Todos”, destacando a paixão, a criatividade e a diversão que o futebol brasileiro desperta em todos os amantes de futebol do mundo. Do Brasil para o Brasil e do Brasil para o Mundo.

Homenagem a Zagallo

A CBF confeccionou um patch especial e também uma flâmula em homenagem ao treinador, o maior campeão do mundo de todos os tempos, morto em janeiro aos 92 anos. Titular nas Copas de 1958 e 1962, técnico do timaço de 1970 e coordenador da Seleção no Mundial de 1994, Zagallo ergueu quatro troféus de Copas do Mundo. Insuperável nos quase 100 anos de história da competição.

Históricos confrontos
A Seleção brasileira leva vantagem nos confrontos com os ingleses. O Brasil fará neste sábado a 27 partida contra os inventores do futebol. Na série de confrontos, a Amarelinha venceu 11 duelos e empatou outras 11.

Já os ingleses venceram quatro partidas. Amarelinha vai tentar a sua terceira vitória neste sábado em Wembley. O confronto contra os ingleses diante do Wembley lotado será o de número 12 entre as duas seleções no histórico estádio, que completou cem anos em 2023.

A primeira partida da Seleção em Wembley aconteceu no dia 9 de maio de 1956. Na ocasião, o Brasil acabou sendo derrotado por 4 a 2. Os gols brasileiros foram marcados por Paulinho e Didi.

A primeira vitória brasileira no estádio só ocorreu em 1981. O time de Telê Santana venceu por 1 a 0. Zico balançou a rede para a seleção. Em 1995, a Seleção conseguiu outra vitória marcante. Com gols de Ronaldo, Juninho Paulista e Edmundo, a Amarelinha venceu por 3 a 1 e conquistou a Copa Umbro.

Botão Voltar ao topo