fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Pindamonhangaba recebe reforços na luta contra a Dengue

Exército e Câmara de Vereadores se uniram à Prefeitura; população precisa fazer a sua parte

UPA de Moreira César. (Foto: Divulgação)

Pindamonhangaba está sofrendo com o alto número de casos de dengue. Segundo o último boletim oficial, divulgado na última quinta-feira, dia 15 de fevereiro, a cidade apresenta, desde o início de 2024, 2955 casos de dengue, 2 óbitos e 2 casos confirmados de Chikungunya, doença também transmitida pelo Aedes aegypti.

A Prefeitura não para, realizando diariamente limpeza em todos os bairros, aceitando e averiguando denúncias pelo [email protected], melhorando o fluxo de atendimento nas unidades de urgência e emergência, mas mesmo assim, o movimento de pessoas com sintomas ainda é grande.

Por isso, nesta semana dois grandes reforços chegam para somar aos esforços da Prefeitura. O comando da Guarnição Federal do Exército em Pindamonhangaba autorizou e, nesta quinta-feira, dia 22, terá início mais uma parceria: uma equipe do Exército com homens e maquinários passará a fazer também, lado a lado com a equipe da Subprefeitura de Moreira César, a limpeza dos bairros. O primeiro ponto a receber o mutirão é a Vila São Benedito. Após o término do serviço, outros serão contemplados, seguindo os números fornecidos pela Vigilância Epidemiológica dando prioridade para os locais com maior índice de casos da doença.

O Departamento de Comunicação da Prefeitura, parceiro nessa luta, vai passar carro de som nos bairros avisando com dois dias de antecedência e durante a ação, para que os moradores possam se preparar a tempo e colocar entulhos de seus quintais nas calçadas, para recolhimento das equipes. Depois da limpeza é que os agentes de controle de vetores podem iniciar a aplicação de inseticidas. Lembrando que a população precisa manter a limpeza e os cuidados para que não nasçam novos criadouros e inviabilize todo o serviço já executado.

Hospital de Retaguarda – Também na quinta-feira, 22, começa um fluxo diferenciado de atendimento e acolhimento aos pacientes de dengue nas UPAS de Moreira César e do Araretama. O Pronto-Socorro já está implantando a melhoria. Trata-se de um hospital de retaguarda, um espaço ao lado desses prédios, climatizado e com toda a estrutura para acolhimento e atendimento aos pacientes que apresentarem sintomas e exames positivos para dengue. Essa melhoria foi possível graças à parceria com a Câmara de Vereadores, que por meio do presidente Norbertinho, cancelou seu duodécimo, encaminhando a verba para a Prefeitura poder investir na Saúde.

“Eu e o presidente Norberto chamamos o prefeito Dr. Isael para uma conversa, onde demos sugestões para um atendimento diferenciado para a dengue. Agradeço ao prefeito por nos ouvir e estamos juntos nessa iniciativa”, disse a vereadora Regininha durante o início da montagem da estrutura na UPA de Moreira César. Os vereadores Julinho Car e José Carlos Gomes Cal também acompanharam o início da montagem.

O subprefeito de Moreira César, Nilson Luis, explicou que a estrutura terá 150 metros quadrados, com consultório médico, sala de atendimento e sorologia para atendimento da população. “Já havia sido realizada uma primeira mudança de fluxo no atendimento de dengue aqui na UPA e agora estamos melhorando ainda mais com essa infraestrutura, climatizada. Nossa previsão é quinta-feira começarmos o atendimento nessa nova estrutura”, disse o subprefeito Nilson Luis.

A gerente da UPA de Moreira César, Mariana Damas Pyles dos Santos, informou que o movimento na UPA está realmente mais alto que o normal e pediu às pessoas que não tiverem 24 horas de sintomas de dengue procurarem primeiro a unidade de saúde, pois o exame de dengue não dá positivo antes de 24 horas, e assim colaborar para a organização do fluxo de atendimento na UPA.

“Quero agradecer a bancada de vereadores, que abriram seu coração junto com a prefeitura para essa ação de combate à dengue. Agradeço também à equipe da Secretaria de Saúde, em nome da secretária Silvia, por todo o empenho para melhorar o atendimento à população. Mas é muito importante deixar bem claro que o combate à dengue não passa só pela estrutura hospitalar: o mosquito está aí, o vírus está aí. O controle está na mão de cada um, façam a sua parte em suas casas”, destacou o prefeito de Pindamonhangaba Dr. Isael Domingues.

Botão Voltar ao topo