fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Carnaval seguro: iniciativa da PM ajuda na localização de crianças perdidas

Policiais distribuíram pulseiras de identificação nos blocos carnavalescos na capital paulista

(Foto: Divulgação/SSP-SP)

A Polícia Militar (PM) adotou uma iniciativa neste Carnaval para auxiliar os pais durante os blocos carnavalescos voltados ao público infantil.

Os policiais estão distribuindo pulseiras coloridas com identificação para ajudar caso algum menor se perca durante a folia.

Desse modo, caso alguma criança se distancie dos pais ou dos responsáveis, é possível localizá-la com mais facilidade. Na pulseira distribuída pela PM, há espaço para preenchimento com as informações de contato da criança, como nome e telefone.

Na região do Ibirapuera, cerca de 200 pulseiras foram disponibilizadas para identificar as crianças. “A ideia surgiu de uma experiência que tivemos anteriormente”, explicou o coronel Renato Lopes, do Comando de Policiamento de Área Metropolitana 2.

De acordo com ele, no fim de semana de Carnaval, houve casos de pais que precisaram de ajuda da PM para localizar os filhos em meio aos foliões.

“No momento de desespero, o pai não consegue encontrar a criança, então, com a ajuda do policial, que está mais tranquilo e preparado para a situação, é possível achar a criança rapidamente”, disse. No sábado e domingo, apesar das várias solicitações na região do Ibirapuera para ajudar na localização das crianças, nenhuma gerou ocorrência de desaparecimento, pois todas foram encontradas.

Nesta segunda-feira (12), os policiais que estão nas bases da PM, localizadas estrategicamente nos pontos de acesso à festa, fizeram a distribuição das pulseiras.

“No momento do preenchimento dos dados, o responsável também é orientado pelos policiais de como proceder para evitar que a criança se distancie dele”, explicou o coronel.

Na entrada do evento, as famílias que chegaram com crianças sem identificação foram orientadas e tiveram as pulseiras de identificação oferecidas pelos policiais.

Botão Voltar ao topo