fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Petrobras lança novo asfalto mais eficiente e sustentável

Produto permite economia de energia e gera menos emissões de gases de efeito estufa

Produto permite economia de energia e gera menos emissões de gases de efeito estufa. (FOTO: Rafa Pereira/Agência Petrobras)

A linha de asfaltos mais sustentáveis da Petrobras ganhou um novo produto. Especialmente formulado para aplicações em temperaturas reduzidas, o Cimento Asfáltico de Petróleo CAP Pro W 30/45 gera economia de energia na etapa de usinagem (preparação do concreto asfáltico), reduzindo em cerca de 65% a emissão de gases de efeito estufa. O lançamento do produto ocorreu na quinta-feira (14/12), em evento realizado no Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes), com presença de lideranças da empresa, clientes e convidados.

A redução da temperatura do processo de aplicação, trazida pelo CAP Pro W 30/45, resulta em menores custos na cadeia de pavimentação, redução da intensidade de carbono e melhores condições de trabalho. A Petrobras também oferece aos clientes suporte técnico integral para aplicação do novo produto.

Melhores condições de saúde durante a aplicação

Com a aplicação em temperaturas mais baixas, estima-se uma redução em cerca de 70% dos chamados “fumos” do asfalto (vapores gerados pela alta temperatura do produto) minimizando a exposição dos trabalhadores envolvidos diretamente na atividade.

O CAP Pro W 30/45 permite uma redução da temperatura do processo de aplicação que pode chegar a cerca de 40 °C, sem prejuízos para o desempenho do concreto asfáltico. Ao mesmo tempo, pode proporcionar um aumento de 15% de produtividade na usinagem. Além disso, as características comprovadas do CAP Pro W 30/45 trazem todos os benefícios de um WMA (Warm Mix Asphalt), sem necessidade de alteração de equipamentos nos processos de pavimentação.

Benefícios para o usuário de rodovias

Por ser especificado como um cimento asfáltico de petróleo 30/45, com formulação desenvolvida, testada e aprovada no Cenpes, o produto promove uma maior durabilidade, quando comparado ao asfalto convencional.

Devido à tecnologia do novo asfalto, há, ainda, outros benefícios operacionais, como pavimentação em dias mais frios, maiores distâncias de transporte da usina até o local da aplicação, liberação mais rápida da pista, entre outros.

Para o diretor de Processos Industriais e Produtos da Petrobras, William França, “o CAP Pro W 30/45 é resultado de pesquisa e incremento de processos produtivos. Estamos gerando produtos com uma menor pegada de carbono e com aperfeiçoamento de desempenho”.

Linha de asfaltos CAP Pro promove cadeia sustentável

A Petrobras destinará US$ 11,5 bilhões para projetos de baixo carbono nos próximos cinco anos, conforme o Plano Estratégico 2024-2028. De acordo com o diretor de Engenharia, Tecnologia e Inovação, Carlos Travassos, “a Petrobras está dobrando os investimentos em baixo carbono, promovendo ganhos sociais e ambientais efetivos, porque acredita numa transição energética justa e responsável”.

Segundo o diretor de Logística, Comercialização e Mercados da Petrobras, Claudio Schlosser, o CAP Pro W é uma alternativa que orienta o futuro do mercado de asfaltos: “O desenvolvimento de um asfalto com alto desempenho, com menores emissões e que desenvolve uma cadeia mais sustentável é estratégico para a Petrobras. Investimos para oferecer aos nossos clientes e usuários produtos com qualidade e que reafirmem nosso compromisso com a sociedade”.

Uma nova geração de asfaltos mais sustentáveis está sendo desenvolvida pela Petrobras, em linha com a transição para o futuro de baixo carbono. Além do CAP Pro W 30/45, que entra agora na carteira de produtos da Petrobras, a companhia já comercializa o CAP Pro AP, indicado para a pavimentação com cerca de 25% de conteúdo reciclado, incorporando o conceito de economia circular. Tanto o CAP Pro W 30/45, como o CAP Pro AP são produzidos na Refinaria Henrique Lage (REVAP), no estado de São Paulo.

Botão Voltar ao topo