fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Polícia Civil indicia dois autores de ataques ao Bar Brahma

Além disto, outros dois foram identificados, sendo que um deles tinha sido preso em setembro, mas solto em audiência de custódia

A Polícia Civil indiciou, na noite da sexta-feira (08), dois autores do ataque ao Bar Brahma ocorrido no último dia 3, além de terem identificados outros dois envolvidos na ação. O reconhecimento deles foi decorrente da Operação Speed Bike, realizada desde o início da atual gestão para coibir os roubos e furtos de celulares e demais delitos na região da Avenida Paulista. Um dos identificados tinha sido preso em setembro por furto de celular dentro da estação do metrô Liberdade, mas foi solto em audiência de custódia. Já os dois indiciados tinham antecedentes por outros crimes como furto, roubo e homicídio.

Na ocasião, a depredação do estabelecimento, localizado na Avenida Ipiranga, foi antecedida de um desentendimento. Os danos se estenderam por uma janela, uma TV, a cabine do vallet, duas lonas rasgadas, além dos vidros no veículo de uma colaboradora. A chegada da viatura da Polícia Militar dispersou os agressores.

Como para este crime a tipificação foi por dano não cabe que eles permaneçam presos, respondendo então o processo em liberdade.

Combate a reincidência criminal
Desde setembro, mais de 120 pessoas passaram a usar o monitoramento eletrônico, por meio de 200 tornozeleiras cedidas pela SAP. O monitoramento é feito no Copom da Polícia Militar. Destes, 57 foram por crimes de violência doméstica.

Botão Voltar ao topo