fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Prefeitura de Taubaté apresenta "Jovem Aprendiz Paulista" para empresários

O Jovem Aprendiz Paulista é coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico em parceria com a Secretaria de Projetos Estratégicos

O Jovem Aprendiz Paulista é coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico em parceria com a Secretaria de Projetos Estratégicos. (Foto: Divulgação)

Micro (ME) e pequenos empresários (EPP) de Taubaté estiveram presentes na apresentação do programa Jovem Aprendiz Paulista, em parceria com o governo estadual, que aconteceu nesta quinta-feira, 26, no HITT (Hub de Inovação Tecnológica de Taubaté).

O evento também contou com a participação do Secretário de Desenvolvimento, Inovação e Turismo de Taubaté, a assessora de parcerias estratégicas e responsável pelo programa Jovem Aprendiz Paulista, Sueli Cavalhero, o Coordenador do CATE (Centro de Apoio ao Trabalhador e Empreendedor) de Caraguatatuba, Allan Mattos, o supervisor de operações do CIEE (Centro de Integração Empresa Escola), Bruno Mello, a analista de negócios do Sebrae de São José dos Campos, Clarisse Ribas, e o gestor do HITT, Altair Emboava.

Os interessados que não compareceram ao evento e desejam contratar jovens aprendizes, podem entrar em contato com o Desenvolve Taubaté, por meio do telefone: (12) 3621-6043.

SOBRE O PROGRAMA
O Jovem Aprendiz Paulista é coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico em parceria com a Secretaria de Projetos Estratégicos. O programa prevê investimentos de R$ 145,5 milhões por parte do Estado e a contratação de até 60 mil estudantes da rede pública de ensino, com idade entre 14 e 18 anos, por micro e pequenos empreendimentos.

A capacitação técnica dos estudantes será garantida pelo Governo do Estado de São Paulo. Assim, a iniciativa vai oferecer qualificação profissional conciliada ao ensino regular a dezenas de milhares de jovens que buscam a primeira oportunidade no mercado de trabalho.

Para os empresários, os benefícios oferecidos pelo programa são contratações de aprendizes sem nenhum custo além do pagamento de salários e encargos, em suas próprias regiões de atuação e sem despesas com verbas rescisórias ao término dos contratos. O recolhimento do FGTS também é menor (apenas 2%), e todo o trâmite é amparado pela Lei do Aprendiz (10.097/2000).

Para os estudantes, o Jovem Aprendiz Paulista oferece oportunidades de trabalho por até 24 meses, com remuneração mensal de até R$ 917,59, com base no salário-mínimo/hora e de acordo com os períodos de expediente e treinamento. A jornada dos aprendizes será de quatro dias de trabalho na semana, com carga horária diária de quatro a seis horas, e um dia exclusivo para capacitação on-line.

O treinamento será garantido pelo Governo de São Paulo, inclusive com aulas de preparação comportamental e postura em ambiente de trabalho. A matrícula regular na rede pública de ensino é obrigatória para todos os participantes, bem como a carteira de trabalho – o documento pode ser solicitado nos canais eletrônicos do Poupatempo.

Botão Voltar ao topo