fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

No salto triplo atletas mostram talento no Brasileiro Sub-16

Maria Clara Pereira da Silva (Orcampi-SP) mostra na timidez que é uma atleta iniciante em competições nacionais, ainda não acostumada às entrevistas pós-conquistas.

A garota de 14 anos venceu o salto triplo (11,27 m, 1.7 m/s) no primeiro dia de disputas do Campeonato Brasileiro Interclubes Loterias Caixa Sub-16 de Atletismo, nesta sexta-feira (13/10), na pista da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em Recife.

“Eu esperava saltar na casa dos 11 metros e fui agraciada com um 11,27 m. Foi ótimo para mim”, disse Maria Clara, admitindo que gosta de sentir adrenalina da competição. “Senti um frio na barriga algumas vezes na prova.”

A saltadora teve a ajuda de seu treinador, o ex-saltador Rubens dos Santos Júnior, para contar como chegou ao projeto do Instituto Vanderlei Cordeiro de Lima (IVCL), em Campinas (SP), e tem se desenvolvido no atletismo.

“Ela mora num bairro ao lado do centro de treinamento. Fez 75 m e mostrou pré-disposição para os saltos horizontais dentro do trabalho feito para que os atletas tenham todas as experiências nas provas e no seu desenvolvimento motor”, afirma Rubão. Maria Clara faz salto em distância – ainda competirá a prova no Brasileiro Sub-16 – e também o triplo.

Laura Fernanda Moraes Meira (PMOC-SP) conquistou a medalha de prata no salto triplo, com 11,17 m (0.8) e Karine Estefane Martins (Corville-SC), a de bronze, com 10,72 m (2.1).

publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒  

O pódio do salto triplo masculino teve Guilherme da Silva Izidoro (Instituto Foz-PR), com 14,44 m (-0.9), Davi Souza de Lima (Instituto Vicente Lenílson-MT), com 14,26 (0.0), e Alexander Cordeiro Santa Cruz (Instituto Ideal Brasil), com 13,96 m (-1.5).

Nas semifinais dos 80 m com barreiras duas atletas fizeram marcas inferiores ao recorde brasileiro sub-16. A nova recordista é Beatriz Camargo Monteiro Silva (ASPMP-SP) com 11.24 (1.4), também recorde do campeonato – melhorou a sua própria marca, feita em junho, em São Paulo (11.59). A segunda colocada na quinta série foi Larissa Schon de Morais (AABB-Atletismo Cascavel-PR), com 11.59.

Serviço – A competição de entrada nos eventos nacionais – reúne atletas de 13 a 15 anos – tem ingresso gratuito para o público e todas as provas serão transmitidas ao vivo pela TV Atletismo Brasil por meio do YouTube da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).

A competição prossegue neste sábado e domingo (14 e 15/10) na pista da Universidade Federal de Pernambuco (Av. Prof. Moraes Rego, 1.235, na Cidade Universitária).

Botão Voltar ao topo