fbpx

Turismo de Aventura e a relação entre academia e mercado estimulam o Conturesp

(Foto: Divulgação)

A décima reunião do ano do CONTURESP (Conselho Estadual de Turismo de São Paulo – aconteceu na manhã desta terça-feira (10/10), na sede da Secretaria de Turismo e Viagem do Estado de SP (SETUR-SP), e diversos temas relevantes foram apresentados por seus integrantes, dando assim impulso para a atividade turística paulista.

O encontro foi conduzido pelo secretário Executivo do Conselho, Armando Arruda Pereira, e por Ana Cristina Clemente, coordenadora de Turismo da SETUR-SP, representando Roberto de Lucena, titular da Pasta.

O encontro começou com Luiz Del Vigna, diretor executivo da Associação Brasileira de Ecoturismo e Turismo de Aventura (Abeta), entidade membro do CONTURESP. Ele falou sobre o programa de certificação SP Ecoaventura, fruto de convênio entre a SETUR-SP e o Sebrae.

As empresas receberam consultoria da Abeta para implantação da Norma ABNT ISSO 21101, que estabelece requisitos de sistema de gestão de segurança para empresas do segmento. Para Del Vigna, o estado de São Paulo compreendeu a importância da certificação INMETRO, criada no Brasil com participação da Abeta e reconhecida internacionalmente.

O evento da Abeta Summit 2023 – XX Congresso Brasileiro de Ecoturismo e Turismo de Aventura será realizado de 25 a 28 de outubro na cidade de Grão Mogol (MG)

“Foram mais de 100 empresas que receberam assistência técnica de alto nível para que implementem o sistema de gestão de segurança.

A Aberta é o maior evento de Turismo de Aventura do Brasil e São Paulo vai mostrar ao Brasil o legado deste segmento e que é o estado que contempla o maior número de empresas certificadas com sistema de gestão de segurança”, disse Fábio Torquato, técnico da Coordenadoria de Turismo. “Queremos o Turismo de Aventura profissional para estar nas melhores prateleiras nacionais e internacionais”

A coordenadora de Turismo da Setur-SP, Ana Clemente, relatou aos conselheiros as últimas ações da secretaria, como o “êxito da nossa participação no evento da ABAV Expo no Rio de Janeiro; do destino Angra Doce, local onde os estados do São Paulo e Paraná selam parceria para fomentar turismo na região; na FIT – Feira Internacional de Turismo, em Buenos Aires, onde tivemos um estande dos atrativos turísticos paulistas para um público de 127 mil pessoas por quatro dias; no Salão São Paulo de Turismo, que foi lançada a Cartilha de Turismo Acessível em SP para gestores públicos com o objetivo de sensibilizar sobre a importância de promover ações para incluir os mais de 18 milhões de brasileiros com deficiência”.

Ana ressaltou as próximas entregas como, o lançamento do SP pra Crianças, iniciativa para a melhoria da experiência do visitante voltada ao turismo familiar e infantil que aconteceu na terça-feira, dia 10 de outubro e o lançamento da marca turística do Litoral Norte, da SETUR-SP com apoio da Prefeitura Municipal de São Sebastião e da Região Turística do Litoral Norte, dias 16 e 17 de outubro.

Outro conselheiro, como Bruno Omori, ressaltou temas como regularizar o Turismo Pet Friendly, discutir com especialistas da área e incluir os pets no Turismo de Aventura; João Vicente Guariba, turismólogo do Sebrae SP, anunciou a Feira do Empreendedorismo, de 13 a 16 de outubro, no Expo São Paulo; Alexandre Panosso Netto, da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Turismo (ANPTUR) falou sobre a importância do mestrado e doutorado para os agentes do setor.

Já o secretário Executivo do Conselho, Armando Arruda Pereira, foi enfático ao fazer uma análise do mercado de turismo e academia, para que haja um equilíbrio entre essas partes, “pois é preciso que haja desde cursos técnicos até doutorado para um perfeito preenchimento das vagas em meio a todas as atividades turísticas”.

Botão Voltar ao topo