fbpx

São Sebastião é convidada para ajudar na elaboração do Plano Nacional de Proteção e Defesa Civil

(Foto: Divulgação/PMSS)

O coordenador da Defesa Civil de São Sebastião, Wagner Barroso, e o agente da Defesa Civil, Murilo Rentes, foram uns dos convidados a participar e colaborar na elaboração do Plano Nacional de Proteção e Defesa Civil.

O workshop foi realizado na última semana, em Belo Horizonte (MG), e recebeu representantes da Defesa Civil de vários municípios da Região Sudeste, entre eles, poder público, sociedade civil organizada e entidades privadas para construir diretrizes, metas e indicadores para o Plano Nacional.

O objetivo é criar um plano macro que será colocado para aprovação em audiências públicas e, após sua homologação, possa ser utilizado como base pelas cidades brasileiras. Os encontros já foram realizados nas regiões Norte e Nordeste e agora o objetivo é que as características e contextos do Sudeste se somem às experiências já debatidas.

Segundo o professor Carlos Freitas, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), coordenador da terceira etapa da proposta do Plano, os workshops são estratégicos nesse processo de elaboração. “Queremos avançar na discussão de temas centrais da gestão de riscos de desastres em um cenário em que há tendências de aumento da frequência e magnitude de alguns tipos de desastres”.

Para Wagner Barroso, a participação no workshop foi muito importante na discussão de metas para a Defesa Civil. “Discutimos sobre a profissionalização das Comdecs (Coordenadorias Municipais da Defesa Civil), criação de cargos de agente de Defesa Civil, fortalecimento dos Nudecs (Núcleos Comunitários de Defesa Civil), entre outras”.

Ainda conforme ele, foi reforçada a necessidade de que todas as áreas de risco precisam ter algum tipo de gestão de risco, seja mapeamento, Plano Municipal de Redução de Risco (PMRR), Nudecs implantados. “São medidas primordiais para o bom trabalho da Defesa Civil como forma de prevenção”.

Plano Nacional

Sob a coordenação da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil do Ministério do Desenvolvimento Regional, a iniciativa de implantação do Plano Nacional de Proteção e Defesa Civil é desenvolvida em parceria com o Laboratório HANDs (LabHANDs), do Departamento de Engenharia Industrial do Centro Técnico Científico da PUC-Rio, que lidera uma equipe técnica interinstitucional composta por pesquisadores da Fiocruz, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Universidade Metodista de São Paulo (UMESP) e Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB).

Botão Voltar ao topo