fbpx

Meio Ambiente realiza capacitação com Projeto Ilhabela Sem Bitucas

(Foto: Divulgação/PMI)

Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, promoveu uma capacitação com o público da Casa de Passagem, trazendo à tona as diversas possibilidades de se trabalhar com o reaproveitamento das bitucas de cigarro coletadas.

A atividade foi realizada na última sexta-feira (6) com debates de ideias e apresentadas diversas maneiras inovadoras de reaproveitar as bitucas coletadas, gerando impacto positivo tanto para o meio ambiente quanto para a sociedade local.

Os participantes tiveram a oportunidade de aprender técnicas de reciclagem e produção de artesanato, descobrindo como transformar esses resíduos em itens úteis e até mesmo lucrativos.

A capacitação também visou incentivar o reaproveitamento das bitucas, contribuindo para a preservação da vida marinha e terrestre, além de evitar a contaminação do solo e da água por substâncias tóxicas presentes nesses resíduos através do carreamento de partículas e/ou lixiviação.

“Temos vários coletores espalhados por toda cidade. É extremamente importante o engajamento de toda sociedade mostrando o apoio a esse projeto que promove a conscientização e a preservação ambiental”, ressaltou a Secretária Municipal de Meio Ambiente Engenheira Florestal, Kátia Freire.

Dados científicos comprovam que as bitucas representam um grande problema ambiental, sendo uma das principais formas de poluição presente no planeta. Sabendo dessa grande problemática, a Secretaria de Meio Ambiente vem realizando ações de conscientização sobre o descarte adequado por meio do Projeto Ilhabela Sem Bituca, mobilizando a sociedade para encontrar soluções criativas e sustentáveis para lidar com esse resíduo tão nocivo.

A iniciativa não apenas tem como objetivo eliminar as bitucas de cigarro das ruas e praias em Ilhabela, mas também buscar a conscientização da população sobre a importância de um descarte correto e responsável. Com criatividade e engajamento, é possível encontrar oportunidades econômicas e sustentáveis, transformando um problema em soluções inovadoras.

Botão Voltar ao topo