fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Demonstração do Exército reafirma a excelência e força da Engenharia Militar no Brasil

Evento foi realizado nas dependências da Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende (RJ)

O Departamento de Engenharia e Construção do Exército realizou uma Demonstração de Força da Engenharia Militar Brasileira para os cadetes que está terminando o primeiro ano na Academia Militar das Agulhas Negras – AMAN – localizada em Resende no Rio de Janeiro. O evento contou com a presença do chefe do DEC, general de Exército, Anísio David de Oliveira Júnior, do comandante da AMAN, general de Brigada, João Felipe Dias Alves, dentre outras autoridades e convidados.

Ao longo dos últimos anos o Exército Brasileiro vem adquirindo diversos novos equipamentos com o objetivo de modernizar e aumentar a capacidade de apoio ao combate das tropas de Engenharia. Uma boa parte destes equipamentos foram empregados na demonstração realizada nas dependências da Academia Militar. Também foram apresentados algumas das capacidades de apoio a mobilidade, contra-mobilidade e proteção, tarefas pertinentes ao trabalho da Arma Azul Turquesa.

A demonstração teve início com o voo de um drone capturando imagens aéreas do terreno para serem usadas pelas equipes técnicas da Engenharia, ao mesmo tempo que mergulhadores faziam o reconhecimento da margem de um lago utilizando técnicas de fotográfica subaquática para levantar informações precisas para o lançamento de uma portada pesada. A detonação de uma carga explosiva, uma das especialidades da Engenharia, demonstrou a importância do emprego desta técnica para a limpeza de margem, melhoramento da navegabilidade, derrocagem, dentre outros.

Na sequência, uma viatura blindada da família Leopard, equipada com aparados para Engenharia e braço hidráulico, mostrou sua capacidade de ajudar as tropas no terreno. Outra viatura, essa lançadora de pontes, cobriu um vão permitindo que a tropa prosseguisse seu caminho.

Viaturas Guarani com implementos de Engenharia. [Foto: Sandro Mendes | PortalR3]
Ao fundo, os presentes puderam observar o lançamento de um módulo da portada pesada IRB, adquiridas da Alemanha. Quando montada com seus quatro módulos e guiada por duas embarcações, ela tem capacidade de transportar veículos ou equipamentos até 80 toneladas.

As recentes viaturas blindadas Guarani, com implementos de Engenharia, também estiveram em ação durante o evento. Chegadas ao Exército Brasileiro há pouco tempo, a passadeira de assalto, compôs a demonstração, sendo transportada ao local por um helicóptero Jaguar e depois montada por militares utilizando um capacete azul que simboliza uma fração de uma companhia de Engenharia de Força de Paz que integra o sistema de prontidão de capacidades da ONU.

O melhoramento de vias também é uma das atribuições da Engenharia e diversas viaturas que são utilizadas para esse trabalho, foram apresentadas na demonstração.

Cadetes acompanharam a demonstração. [Foto: Sandro Mendes | PortalR3]
O general de Exército, Anísio David de Oliveira Júnior, explanou sobre a importância da demonstração para os cadetes que serão os futuros oficiais do Exército Brasileiro. (vídeo) Ele também destacou o trabalho da Engenharia em Missões de Paz ao longo dos anos. (vídeo)

General David, comandante do DEC, falou sobre a importância do evento para os cadetes. [Foto: Sandro Mendes | PortalR3]
O canto da Canção da Engenharia encerrou o evento. Logo após, os cadetes puderam visitar o teatro de operações, vendo mais de perto e aprendendo um pouco mais sobre os equipamentos da Engenharia de Vilagran Cabrita.

Botão Voltar ao topo