fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

UFRJ realiza sessão de Cinema Nuclear com a participação de representantes da Marinha

O evento buscou promover o interesse pela área como campo de pesquisa, carreira profissional e engajamento em questões pertinentes ao tema

Sessão de Cinema Nuclear realizada na UFRJ. (Foto: Divulgação)

Com o objetivo de explorar aspectos científicos e tecnológicos no que tange a disseminação do conhecimento e a desmistificação do setor nuclear para a sociedade, foi realizada, no dia 18 de setembro, pelo Programa de Engenharia Nuclear da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PEN/COPPE/UFRJ) e pela AMAZUL uma Sessão de Cinema Nuclear, no Parque Tecnológico da UFRJ.

O evento buscou promover o interesse pela área como campo de pesquisa, carreira profissional e engajamento em questões pertinentes ao tema. Participaram representantes da Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha (DGDNTM), professores, alunos de universidades e estudantes do nível médio, profissionais do setor nuclear, colaboradores da AMAZUL, além de alunos do Centro de Instrução Almirante Graça Aranha (CIAGA) e do Centro de Instrução Almirante Alexandrino (CIAA).

Na ocasião, foram exibidos o vídeo “Urânia e a Tecnologia Nuclear”, produzido pela AMAZUL, que explora aspectos científicos e tecnológicos no que tange a disseminação do conhecimento e a desmistificação do setor nuclear para a sociedade, e o filme “Meu Amigo Átomo”, produzido por Walt Disney em 1957, que descreve a evolução do conhecimento sobre átomo e radioatividade, desde a Grécia Antiga, e as contribuições de diversos cientistas ao longo da história.

Durante o discurso de abertura, a Coordenadora do PEN/COPPE/UFRJ, Professora Inayá Lima, agradeceu a presença de todos e ressaltou a importância da engenharia e da energia nuclear no âmbito da sociedade, levando em consideração as perspectivas de inovação e tecnologia.

O Diretor-Presidente da AMAZUL, Vice-Almirante Newton Costa, destacou a presença dos alunos da Marinha. “A Marinha realizou uma mudança em seu programa de formação, optando por qualificar seu pessoal de forma que o CIAA, agora, oferece um curso ligado a preparação dos futuros operadores dos reatores nucleares”, disse, em alusão aos reatores que serão utilizados nos Submarinos Convencionalmente Armados com Propulsão Nuclear, em construção pelo Programa de Submarinos desenvolvido pela DGDNTM.

Também estiveram presentes os oficiais do Curso Especial de Nivelamento para Área Nuclear (C-Eep-NIVAN), do Centro de Instrução Almirante Alexandrino. O C-Eep-NIVAN aprimora os conhecimentos acadêmicos visando ao emprego, projetos, testes, aquisições, manutenção e desenvolvimento de sistemas e instalações nucleares de interesse da Marinha do Brasil.

A exibição da Urânia na Inovateca é a primeira ação decorrente do compromisso de cooperação técnica entre AMAZUL e a Fundação Coordenação de Projetos Pesquisas e Estudos em Engenharia (COPPE/PEN), vinculada à UFRJ, firmado em 21 de junho deste ano.

Botão Voltar ao topo