fbpx

Mamães do Hospital Municipal em São José recebem arte do parto

Stephani e Pedro recebem a arte do parto e do pezinho da Sophia; momento especial para a família. (Foto: Adenir Britto/PMSJC)

Árvore da vida, arte da placenta, arte do parto… são alguns nomes para definir o documento que registra um momento precioso, do nascimento de alguém. Feito como uma espécie de carimbo da placenta, ele mostra o elo vital entre a mãe e o bebê.

No Hospital Municipal, a arte do parto tem agradado e emocionado as famílias. “Vamos guardar como uma lembrança preciosa”, disse Stefani Novakoski Lima, mãe da Sophia, que nasceu na tarde de quarta-feira (5).

“Aqui está a casinha da Sophia, onde ela se desenvolveu”, disse a enfermeira obstetra Laura de Almeida Aquino Souza, ao entregar a arte do parto para Stephani.

Segundo a enfermeira, que também é aromaterapeuta, o parto da Sophia foi muito tranquilo, com luz e aroma específicos para o momento.

Pedro Victor da Silva Souza, pai da Sophia, disse que na casa da família já tem uma moldura que vai ser usada para a arte do parto. “Vamos deixar num quadro.”

O procedimento é feito pelas equipes de enfermagem do Centro Obstétrico do Hospital Municipal. Elas limpam a placenta e depois colorem o material com tinta. Como um carimbo, a placenta é colocada em um papel e depois retirada para deixar seu formato impresso.

O desenho que aparece é semelhante ao de uma árvore, com a copa e suas ramificações. O tronco é formado pelo “carimbo” do cordão umbilical. Já teve arte de gêmeos no HM.

Além de filtrar o sangue da gestante, eliminando tudo o que é nocivo, a placenta transporta oxigênio, glicose, cálcio, água, entre outras substâncias, para o bebê.

Informações

Além da arte da placenta, as mamães da maternidade do HM recebem todos os dados do bebê, como dia e hora do nascimento, peso e comprimento, também em forma de arte, com o pezinho da criança impresso no centro.

Cerca de 500 crianças nascem por mês no Hospital Municipal. A maternidade é referência na região.

O Hospital Municipal é mantido pela Prefeitura de São José dos Campos e gerenciado pela SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina)

Botão Voltar ao topo