fbpx

Crianças lançam livro com nova versão para Chapeuzinho Vermelho

O clássico conto da Chapeuzinho Vermelho foi reescrito com observações feitas pelos pequenos

Alunos da Emei Elza Ferreira Rahal apresentaram a obra durante sessão de autógrafos. (Foto: Adenir Britto/PMSJC)

A semana se encerrou com celebração e tarde de autógrafos na sexta-feira (30) na Emei Elza Ferreira Rahal, na Vila Maria. A escola infantil da Prefeitura de São José dos Campos organizou o evento para que 30 crianças de uma turma do pré 2 lançasse o livro Chapeuzinho Arco-Íris, elaborado em conjunto sob orientação das professoras.

O clássico conto da Chapeuzinho Vermelho foi reescrito com observações feitas pelos pequenos, que preferiram um lobo bom e uma chapeuzinho com capa colorida preocupada em agradar a vovozinha com uma festa de aniversário surpresa.

O projeto desenvolvido na escola durante o primeiro semestre considerou as propostas da rede de ensino municipal para o desenvolvimento da leitura e escrita pelos alunos do pré, realçando o protagonismo das crianças, que participaram de rodas de conversas para decidir o enredo e fizeram os desenhos que ilustram a publicação.

Para a professora do pré 2 Tatiana Mathias Guedes, a experiência foi bem aproveitada pelas crianças, que se dedicaran na criação da história e das ilustrações, e envolveu as famílias, estreitando a parceria entre escola e comunidade.

“Eles se sentem escritores e são protagonistas”, afirmou Tatiana, que é professora há 7 anos e está no primeiro ano na rede municipal. “Em sala de aula trabalhamos sobre quem são as pessoas que participam da produção de um livro, falamos sobre os ilustradores e escritores. Diariamente nós utilizamos livros e fazemos leitura em sala, tudo isso ajuda na alfabetização e faz parte da nossa rotina de aprendizagem. Estou muito feliz ”, afirmou Tatiana, professora há sete anos, em seu primeiro ano na rede municipa.”

Dedicatória

Em grupo, os pequenos autores de 5 e 6 anos de idades Ana Júlia Ricotta Siqueira, André Cesar Fróes Siqueira, Heitor Costa Vinhas, Miguel Ferracin Megda e Maria Fernanda Silva Costa dedicaran o projeto à família.

“Eu gostei de participar e fazer os desenhos, vou dar meu livro para minha irmã”, disse Miguel.

“Gostei mais de escrever, estou me sentindo especial aqui, quero dar meu livro para minha família”, contou animada Maria Fernanda.

“O meu livro vou oferecer para a minha irmãzinha”, afirmou Heitor.

“Gosto da escola e dos livros, quero dar o meu livro para minha família”, disse Ana Júlia.

 

Botão Voltar ao topo