fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

São Paulo vence o Tigre e avança como líder na Sul-Americana

(Foto: Alexandre Battibugli/

Com um jogador a mais desde o primeiro tempo, o São Paulo venceu o Tigre-ARG, por 2 a 0, na noite desta terça-feira (27), no Morumbi, na capital paulista, pela sexta e última rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana. O jovem Juan e Wellington Rato fizeram os gols da partida.

A vitória confirmou a classificação do São Paulo às oitavas de final como líder do Grupo D, agora com 16 pontos ganhos. O Tigre ficou na vice-liderança, com dez pontos, e jogará os Playoffs para saber se continuará na competição. Tolima e Puerto Cabello foram eliminados na mesma chave.

Em seis jogos, o São Paulo venceu cinco partidas e empatou uma. Não perdeu nenhuma vez e também não sofreu nenhum gol, num aproveitamento de 88%. Números que colocam o time paulista entre as três melhores campanhas da fase de grupos.

Com bola rolando, o São Paulo controlou a partida no primeiro tempo. Foi quem teve mais posse de bola e finalizou ao gol. Num dos lances de perigo, aos 21 minutos, Luciano recebeu de Gabriel Neves e arriscou forte. A bola passou perto da trave esquerda do goleiro argentino.

A situação do Tigre não era boa em campo e piorou aos 22, quando Leizza fez falta violenta em Pablo Maia e recebeu o cartão vermelho direto. Só que o lance também prejudicou o time paulista, já que Maia não conseguiu ficar em campo devido às dores e foi substituído pelo jovem Rodriguinho.

Na reta final do primeiro tempo, Marcos Paulo e David chegaram com perigo, mas pararam no goleiro Marinelli. Enquanto o Tigre, na única chance de gol antes do intervalo, quase abriu o placar quando Gabriel Neves errou e Colídio invadiu a área e finalizou perto do gol de Rafael.

No segundo tempo, o São Paulo aumentou as investidas e até balançou as redes aos cinco minutos, quando Rodriguinho finalizou, a bola desviou no braço de Calleri e entrou no gol. Contudo, o lance foi revisado pelo VAR e anulado. Depois, Luciano, aos 11, e Caio Paulista, aos 12, também perderam oportunidades claras de marcar.

Nos contra-ataques, o Tigre voltou a assustar com Colídio aos 19 minutos, mas foi o São Paulo que, enfim, inaugurou o placar. Aos 26, Rodriguinho recebeu na direita e cruzou na medida para o jovem Juan completar para as redes. O detalhe é que ele estava há apenas três minutos em campo, já que substituiu Marcos Paulo.

Com a vantagem, o São Paulo ficou com a bola, administrou o resultado e ainda conseguiu fazer o terceiro gol aos 47 minutos, quando Calleri ajeitou para Wellington Rato e o atacante finalizou forte, dando números finais ao confronto.

Botão Voltar ao topo