fbpx

Corinthians vence clássico na Vila debaixo de bombas no final do jogo

(Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)

Depois da pausa da Data Fifa, o Campeonato Brasileiro voltou nesta quarta-feira, com um clássico entre gigantes do futebol paulista.

Dentro da Vila Belmiro, o Corinthians levou a melhor e superou o Santos por 2 a 0, em duelo válido pela 11ª rodada da Série A. Yuri Alberto e Ruan Oliveira foram os autores dos gols, ainda no primeiro tempo. A partida acabou aos 41 do segundo tempo, por falta de segurança, quando bombas foram arremessadas no gramado.

Foi a primeira vitória do Corinthians como visitante na competição, que com mais três pontos, subiu para a 14ª colocação, com 12 pontos ganhos. Já o Santos aparece uma posição acima, em 13º, com 13 pontos.

O Corinthians começou melhor o clássico. Organizado, o time de Luxemburgo tinha a posse da bola e as melhores ações ofensivas. Yuri Alberto por pouco não abriu o placar em uma cabeçada defendida por João Paulo.

Minutos depois, o próprio Yuri Alberto recebeu de Fagner e perdeu o gol cara a cara. Vivendo uma seca de cinco jogos, o camisa nove enfim balançou as redes e decretou a lei do ex na Vila Belmiro. Aos 18 minutos, o Róger Guedes achou Ruan Oliveira que tocou para trás para o centroavante bater rasteiro.

Com o gol sofrido, o Santos se lançou ao ataque e até chegou a empatar a partida com Mendoza, porém o gol foi anulado pelo VAR apontando um toque de mão do atacante colombiano.

O lance foi o único de perigo dos donos da casa, que viram Ruan Oliveira ampliar o marcador. O meia cobrou falta na área, João Lucas tentou cortar, mas acabou tirando João Paulo da jogada, aos 27. Apesar de contra, o árbitro Vuaden deu o gol para Ruan.

Com dois no placar, o Corinthians baixou a intensidade. Deixando a bola com o Santos, que pouco soube aproveitar os espaços, se desfazendo de contra-ataques promissores. Na reta final, Marcos Leonardo tirou tinta da trave, em cobrança de falta.

O técnico Odair Hellmann voltou do intervalo com Ângelo no lugar de Soteldo. Com mais presença ofensiva, os donos da casa deram trabalho para Cássio, Primeiro em cabeçada de Marcos Leonardo, e logo em seguida em chute de longa distância de Dodi. O Corinthians respondeu com Yuri Alberto, de peixinho, acertou o pé da trave esquerda de João Paulo.

O Corinthians pouco agredia, enquanto o Santos aproveitava as saídas de bola erradas, mas desperdiçava cada ataque criado. Na reta final, já desorganizado, o Santos insistiu na bola aérea, que era afastada pela defesa da capital. Aos 41 minutos, bombas e sinalizadores foram arremessados em campo, o juiz Vuaden, por falta de segurança, optou por encerrar o clássico.

O Corinthians volta a campo no sábado, quando visita o Athletico-PR, na Arena da Baixada, às 16h. No domingo, o Santos recebe o Flamengo, às 18h30, na Vila Belmiro. Ambos pela 12ª rodada da Série A.

Botão Voltar ao topo