fbpx

Pinda é o quinto município do Estado com melhor arrecadação do Fundo Municipal do Idoso

(Foto: Divulgação/PMP)

O Conselho Estadual do Idoso (CEI) publicou recentemente um importante informativo que aponta Pindamonhangaba classificada na quinta posição, entre todos os municípios paulistas, como maior arrecadador de recursos para o Fundo Municipal do Idoso.

Segundo o levantamento, o município arrecadou em 2022 a importância de R$ 19,6 milhões revertidos às instituições que trabalham projetos e programas neste segmento.

Os recursos apontados são oriundos de destinação da Declaração do Imposto de Renda, doações de pessoas físicas e jurídicas e repasses governamentais para aplicação em política pública voltado ao segmento da melhor idade.

Pindamonhangaba criou o seu Fundo Municipal do Idoso em 2011 e foi uma das pioneiras no Estado.

Atualmente mais da metade dos municípios de São Paulo não está com seu fundo regularizado.

No ano passado, os fundos municipais da pessoa idosa do Estado de São Paulo arrecadaram mais de R$ 1 bilhão. “A oficialização de um Fundo Municipal não é uma missão fácil, mas felizmente temos um Conselho Municipal do Idoso (CMI) muito ativo e organizado, o que nos coloca à frente de muitos municípios com mais orçamento e população”, afirmou a secretária de Assistência Social Ana Paula Miranda.

Segundo o IBGE, o último censo registrou uma população idosa em Pindamonhangaba de cerca de 28 mil pessoas. Ana Paula destacou a pessoa do sr. Adilson Lima, uma grande liderança deste segmento, que já foi Presidente do CMI, vice do CEI e atualmente é representante da classe em nível estadual.

“Como representante do município, estamos atentos para qualquer benefício e repasse de recursos que possam vir do Fundo Estadual melhorando a assistência à pessoa idosa. O Fundo é instrumento de captação para dar suporte financeiro à planos e programas de ações do segmento.

Nos últimos 10 anos, este fundo financiou dezenas de projetos. Essa posição de Pinda demonstra o trabalho sério e organizado executado pelas instituições em parceria com a Secretaria de Assistência Social”, afirmou Adilson Lima da Silva, representante do Conselho Estadual do Idoso (CEI) e do Centro de Convivência do bairro das Campinas.

A presidente do CMI, Ágata Vilani, agradeceu a todos envolvidos neste trabalho. “É uma satisfação fazer parte deste cenário e temos um fundo municipal regularizado para recebimento destes recursos. Ressalto a importância de pessoas idosas inseridas em programas do município, que são beneficiadas por essa arrecadação, possibilitando atingir maior número de serviços”.

Top 10 cidades paulistas com mais recursos do Fundo do Idoso:
Barretos R$ 562,9 milhões
Osasco R$ 112,2 milhões
Campinas R$ 77,3 milhões
São Paulo R$ 64,9 milhões
Pindamonhangaba R$ 19,6 milhões
Ribeirão Preto R$ 13,8 milhões
Santo André R$ 11,8 milhões
Orlândia R$ 10,6 milhões
Amparo R$ 10,4 milhões
Piracicaba R$ 10,4 milhões

As 5 melhores posição do Vale do Paraíba:
Pindamonhangaba R$ 19,6 milhões
São José R$ 3,8 milhões
Jacareí R$ 1,3 milhão
Campos do Jordão R$ 344 mil
Cachoeira Paulista R$ 273 mil

Botão Voltar ao topo