fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Festival de Observação de Aves é atração em São Francisco Xavier

Saí-andorinha, uma das espécies de aves que podem ser observadas no Parque dos Pássaros. | Foto: Márcio Pereira. (Foto: Divulgação/PMSJC)

A Prefeitura de São José dos Campos promove, de 2 a 4 de junho, a 3ª edição do Avoando SFX – Festival de Observação e Conservação de Aves.

As atividades, todas gratuitas, acontecem no distrito de São Francisco Xavier e no Parque Vicentina Aranha (confira a programação completa abaixo).

Os interessados em participar das observações de aves, que acontecerão em São Francisco Xavier e no Parque Vicentina Aranha, e do mini-curso de observação da aves, que acontecerá somente em SFX, devem se inscrever por meio de formulário online. As vagas são limitadas e as inscrições são confirmadas por e-mail.

O evento contará ainda com palestras, rodas de conversa, exposição de fotos e de trabalhos de artesãos de SFX, concentradas no auditório da Escola Municipal Mercedes Rachid Edwards (Estrada Municipal Vereador Pedro David, 19.251).

O festival é realizado pela Prefeitura de São José dos Campos em parceria com a Save Brasil, principal entidade brasileira na área de conservação de aves e realizadora do Projeto Jacutinga, que reintroduz jacutingas em São Francisco Xavier.

Com mais de 1.900 espécies registradas, o Brasil é o segundo país em diversidade de aves. Desse total, cerca de 450 vivem em São José, sendo 383 já registradas em São Francisco Xavier.

O objetivo do festival é estimular o turismo de observação de aves e a conscientização ambiental no distrito, área de grande biodiversidade e importância ambiental. Promovido pela primeira vez em 2019, o evento não teve sequência nos dois anos posteriores devido às restrições impostas durante a pandemia de covid, e foi retomado em 2022.

O festival têm apoio do Comtur (Conselho Municipal de Turismo de São José dos Campos), Fundação Florestal e APA SFX, Associação Regenera Yama e Parque Vicentina Aranha.

Programação:

Dia 2 de junho – 6ª feira – em São Francisco Xavier

7h – Observação de aves com alunos da Emefi Mercedes Rachid | Local: Parque dos Pássaros
8h – Observação de aves com adultos (do mini-curso) | Local: Parque dos Pássaros
14h – Mini-curso de observação de aves (teórica) | Local: Centro de Referência Ambiental (CRA/APA)
18h30 – Abertura oficial do evento | Local: Auditório da Emefi Mercedes Rachid
18h30 às 21h30 – Exposição de artesãos, instituições e outros | Local: Auditório da Emefi Mercedes Rachid
19h – Palestra “Observação de Aves: Avanços e Desafios” | Local: Auditório da Emefi Mercedes Rachid
20h – Palestra “Aves da Mantiqueira” | Local: Auditório da Emefi Mercedes Rachid
20h30 – Roda de conversa “Mulheres na conservação” | Local: Auditório da Emefi Mercedes Rachid
Dia 3 de junho – sábado – em São Francisco Xavier

7h – Observação de aves | Local: Parque dos Pássaros
16h30 às 20h30 – Exposição de artesãos, instituições e outros | Local: Auditório da Emefi Mercedes Rachid
17h – Palestra: Fotografia de aves | Local: Auditório da Emefi Mercedes Rachid
17h45 – Roda de conversa sobre Guarda Responsável | Local: Auditório da Emefi Mercedes Rachid
18h15 – Palestra: Procedimentos ao encontrar aves e outros animais silvestres em risco | Local: Auditório da Emefi Mercedes Rachid
19h – Palestra: Aves ameaçadas e estratégias de conservação | Local: Auditório da Emefi Mercedes Rachid
19h30 – Palestra: Aves ameaçadas e estratégias de conservação | Local: Auditório da Emefi Mercedes Rachid
20h15 – Observação de corujas | Local: Estrada da Fazendinha
Dia 3 de junho – sábado – em São José dos Campos

8h – Observação de aves | Local: Parque Vicentina Aranha
10h – Palestra: Observação de Aves: Avanços e Desafios | Local: Parque Vicentina Aranha
10h50 – Informe sobre o Programa Arboriza São José | Local: Parque Vicentina Aranha
11h – Palestra: Vegetação e Aves na Cidade | Local: Parque Vicentina Aranha
Dia 4 de junho – domingo – em São Francisco Xavier

7h – Observação de aves | Local: RPPN (Reserva Particular do Patrimônio Natural) Alto do Deco, em São Francisco Xavier

Botão Voltar ao topo