fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Orientação Educacional aborda cultura de paz nas escolas em São José

O SOE (Setor de Orientação Educacional) atua nas escolas da rede municipal com os grêmios estudantis, assistentes sociais, psicólogos, orientadores e toda comunidade escolar em projetos de valores humanos e paz. (Foto: Claudio Vieira/PMSJC)

Com criatividade, reflexões, rodas de conversas, cartazes, desenhos e mensagens escritas, as escolas da rede de ensino municipal trabalham a cultura da paz e incentivam gestos de respeito, empatia e gentileza entre estudantes e profissionais.

Valores humanos e cultura de paz estão entre os temas abordados em projetos e ações do SOE (Setor de Orientação Educacional) dentro das escolas visando sempre o desenvolvimento integral dos alunos, desde a Educação Infantil até o Ensino Fundamental.

As ações do SOE acontecem em parceria com os Orientadores Educacionais, assistentes sociais, psicólogos e a equipe técnica da Secretaria de Educação.

Grêmio atuante

Um exemplo é da Emefi Profª Ilga Pusplatais, no Jardim Ismênia, onde o grêmio estudantil se organizou para abordar valores, com ênfase na empatia.

As atividades organizadas pelo grêmio aconteceram durante o mês de abril e seguem abordando temas diversos no decorrer do ano.

João Paulo Kelson dos Santos Morais, 14 anos, do 9º ano, ressalta que a atividade na escola serve para “espalhar carinho, alegria e motivar os alunos para que todos se unam”.

“Nós estamos nos anos finais e somos mais velhos que os pequenos, do período da tarde, podemos passar boas mensagens, carinho e alegria para eles. A escola reflete bem a sociedade, aqui aprendemos muito e convivemos, nos Jogos Escolares, projetos e durante as aulas. Devemos confiar uns nos outros para ter paz”, destacou o aluno.

“Conversamos com os alunos e convidamos a escreverem no cartão, em formato de direct do Instagram, palavras gentis e mensagens de incentivo para outras pessoas, levando conforto, afeto e mostrando que a escola é um lugar de respeito e empatia”, afirmou Maria Fernanda Prados Ribeiro, 14 anos, do 9º ano.

“Na nossa reunião com o grêmio surgiu a ideia de abordar palavras boas e mensagens para distribuir na escola, além de rodas de conversa nas salas e também entrevistas dos estudantes com a assistente social, psicóloga e equipe gestora. O protagonismo deles e toda participação é muito importante em todo processo”, explica a orientadora educacional Patrícia Moura Claro.

Fazer o bem

“Gosto de tudo na minha escola, da comunidade, dos professores e amigos”, disse João Victor Silva Moreira, 10 anos, do 5º ano.

Enquanto escrevia “o trabalho de vocês é lindo” na mensagem para o mural da escola, Julia Oliveira dos Santos Souza, 10 anos, do 5º ano, reforçou: “achei a ideia ótima porque levaremos para a vida a importância do respeito ao colega, da empatia e união”.

“Gosto muito da minha escola, me sinto muito feliz aqui”, completou Julia.

Orientação Educacional

Entre os objetivos do Setor de Orientação Educacional estão: evidenciar a importância da escola e do estudo, acompanhando frequência nas aulas, orientando sobre o desenvolvimento na aprendizagem, com olhar individualizado para a necessidade de cada estudante, e ainda reconhecendo e incentivando o protagonismo, entre outros.

Botão Voltar ao topo