fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

YCSA sedia 83º edição da Taça dos Lagos com 127 barcos

Regatas de diversas classes aconteceram neste sábado (13), na Represa de Guarapiranga, em São Paulo

O YCSA – Yacht Club Santo Amaro e a ACESC – Associação de Clubes Esportivos e Sócio-Culturais de São Paulo realizaram no último sábado (13) a tradicional regata da Taça dos Lagos.

Na sua edição 83, o evento teve a participação de 127 barcos, com crianças, jovens e adultos na raia da Represa de Guarapiranga, em São Paulo.

As regatas começaram e foram finalizadas em frente ao YCSA, com público de familiares acompanhando os atletas das classes Optimist, HPE, Nacra, 29er, Marreco, Mini Oceano, Day Sailer, Dingue, Fast, Flash 165, HC14, HC16, ILCA 4, 6 e 7, IQFoil, Lightning, Olimpico, Poli19, Raceboard, RS Vision, TomCat Race e Windsurf.

Além da disputa na represa, a organização do YCSA arrecadou alimentos não perecíveis como forma de inscrição. O clube também premiou os primeiros colocados ao final das regatas.

Os velejadores tiveram que encarar o pouco vento no percurso para buscar o título da Fita Azul, primeiro barco a cruzar a linha de chegada. Com toda a dificuldade do tempo, Gabriel Munhoz, atleta de IQFoil do YCSA, foi o primeiro a escutar a buzina da Comissão de Regata.

“Hoje foi um dia marcado pela falta de vento e diferente de alguns barcos. Minha prancha do IQFoil não anda absolutamente nada sem vento. Estava boiando e quando ia pegar uma carona no bote para desistir, entrou um vento suficiente para decolar.

A sensação de conseguir voar e passar pelos barcos que estavam longe foi muito boa. A Taça dos Lagos é um campeonato muito bacana, que junta todas as classes e níveis. É muito legal poder ver desde crianças até senhores correndo junto”, explicou Gabriel Munhoz, atleta de IQFoil do YCSA, campeão da Fita Azul.

“A Taça dos Lagos é muito tradicional na vela paulista. A 83ª edição mostrou o quanto é importante a celebração dos clubes e velejadores. O evento foi um sucesso e, no final, o vento sul também ajudou para o encerramento das regatas. Foi uma honra receber atletas de todas as idades da vela”, finalizou Ronaldo Reimer, Comodoro do YCSA.

O YCSA também garantiu o título de melhor clube, com 49 barcos na raia, seguido pelo YCP – Yacht Club Paulista, com 15, e pelo Sailing, com 12 barcos. A flotilha também assegurou a conquista de clube campeão, seguido por SPYC – São Paulo Yacht Club e Pera.

Confira os campeões das classes participantes da 83º Taças dos Lagos:

Optimist Estreantes – Francisco Nunes (YCSA)

Optimist Veterano – Ion Lowy (YCSA)

A Class – Alex Welter (YCSA)

HC 14 – Plinio Pereira (PERA)

HC 16 – Rodrigo Julian (YCSA)

TomCat – Ricardo Klabin e Santiago (YCSA)

Dingue – Oliver Durich (YCSA)

ILCA 6 – Giovanna Guariglia (YCSA)

ILCA – Serge Kreis (YCSA)

RaceBoard – Helmut Vietor (Team Brasil)

Finn – Luis Rodrigues (YCP)

Snipe – Enrico Francavilla e Arwen Rey (YCSA)

Star – Alessandro Pascolatto e Henry Boening (ICRJ)

Olimpico – José (PERA)

RS Vision – Marcos Galvão e Lucas Pacheco (YCSA)

ILCA 4 – Samuel Nogueira (YCSA)

HPE – Marco Lagoa, Arthur Vasconcelos, Bernardo Boranga, Felipe Lagoa e Matheus Palma

Poli 19 – Renato e Berenice Chearello (SPYC)

DS – Arno Buchli e Maurício Pinheiro (SPYC)

Marreco – João Fedricci, Ricardo Giannini e Pedro Federicci (YCI)

Flash 165 – Octa Faria e Rolando Vadas (YCP)

Lightning – Claus Biekarck, Gunnar Ficker Marcelo Batista (YCSA)

Fast – Nicolas Bernal, Gabriel Michaelis, Leonardo Didier, Theo Chao, Mathias Reimer e Marcos Arndt (YCSA)

IQFoil – Gabriel Munhoz (Tempo)

Sobre o YCSA

Localizado na cidade de São Paulo (SP) às margens da Represa Guarapiranga, o YCSA é cercado por muito verde, compondo um cenário natural perfeito para a prática do iatismo.

Berço de vários campeões mundiais, o YCSA carrega a tradição de uma biografia admirável ao lado da modernidade de suas instalações e barcos.

Fazer parte desse clube é ajudar a escrever uma história que começou em 1930 e que, desde então, tem marcado a vida de cada associado.

Com estrutura náutica privilegiada, o clube conta com hangares modernos para estadia de embarcações à vela e motor, escola de vela com embarcações próprias, rampa de 25 metros de largura com baixa inclinação de acesso à represa, deck e píer com maravilhosa vista da represa, trator e guindaste para transporte de embarcações, marinheiros bem treinados e lanchas e botes de apoio.

Com 24 mil m² repletos de natureza, o YCSA é conhecido dentro e fora do país por sua estrutura náutica de ponta, oferecendo as melhores condições para o aprendizado e prática da vela. O clube é reconhecido não só pelos seus atletas campeões, mas também por sediar eventos de vela nacionais e internacionais.

Botão Voltar ao topo