fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Oficinas de BMX movimentam escola em São José

A modalidade é uma das 12 opções que o programa Escola Ativa oferece nas escolas municipais; oficinas acontecem duas vezes por semana na Emefi Álvaro Gonçalves. (Foto: Claudio Vieira/PMSJC)

Em São José dos Campos, o esporte é matéria nas salas de aula, nas quadras e agora na pista. Os alunos da rede de ensino municipal têm acesso a mais de 6.000 vagas e 12 modalidades esportivas no contraturno escolar.

Entre elas, está o BMX ciclismo como parte das atividades da Educação Integral na Emefi Álvaro Gonçalves, no Campo dos Alemães (região sul).

O trio de amigos Ryan Gabriel Anastácio da Silva, 13 anos, do 8º ano, Yuri Vinicius Ramos de Oliveira, 11 anos, do 6º ano, e Bruno de Lucas Brandi Silva, 12 anos, do 6º ano aprova a modalidade diferente e aproveita o contraturno na escola para treinar na pista de terra duas vezes por semana.

Ryan anda de bike desde bem pequeno e considera a oficina de BMX como uma oportunidade na escola para treinar e aprender novas técnicas. “A gente fica mais tempo na escola, aprendendo e treinando com os amigos, é muito bom, já consigo saltar e pegar velocidade”, diz.

Yuri Vinicius elenca suas preferências na escola: bike, futsal e as aulas de Matemática. Para ele, “a escola é boa, grande, novinha e cheia de coisas legais para fazer”.

“Só tem BMX na nossa escola, somos privilegiados nisso, eu gosto”, afirma o sorridente Bruno.

Radical!

As aulas radicais começam com introdução sobre a história da modalidade, mobilidade urbana, legislação e orientações sobre a manutenção das bicicletas.

A pista de ciclismo de 1.600 metros quadrados tem diversos obstáculos para a prática dos alunos, que acontecem duas vezes por semana, em duas turmas no período da tarde (às segundas e quintas-feiras e às terças e sextas) com cerca de 30 alunos.

“Nas aulas passamos para os alunos a importância dos movimentos corretos com o corpo, posicionamento, postura, condicionamento físico, eles gostam bastante e são participativos”, conta a professora Isabelle Milene, do programa Escola Ativa.

“O incentivo com os esportes dentro da escola é muito importante, eles podem fazer amizades saudáveis, ter projetos e foco em uma carreira esportiva ou como professor de modalidades ou de Educação Física, são várias possibilidades”, destaca Isabelle.

Escola Ativa

Na Educação Integral, o programa Escola Ativa oferta 12 modalidades esportivas e mais de 6.800 vagas, com opções diversas no contraturno escolar, como: badminton, basquete, vôlei, futsal, handebol, taekwondo, judô, xadrez, rugby, entre outras.

O Escola Ativa acontece na rede de ensino municipal há seis anos e, desde 2022, também é considerado parte da Educação Integral, ampliada nas escolas de Ensino Fundamental e acontece por meio do IEVP (Instituto Esportivo do Vale do Paraíba).

A Educação Integral oferece atividades diversas visando a formação mais completa dos alunos do Ensino Fundamental considerando as dimensões física, intelectual, afetiva, social e cultural.

Botão Voltar ao topo