fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Pedro Henrique Rodrigues bate recorde brasileiro do dardo

O atleta que cresceu em Parentins e treina em Manaus, no Amazonas, venceu a prova no GP Brasil de Atletismo com 83,89 m

O atleta Pedro Henrique Nunes Rodrigues venceu o lançamento do dardo no Grande Prêmio Brasil Loterias Caixa de Atletismo, quebrando um recorde brasileiro que já durava quase oito anos com a marca de 83,89 m.

O GP Brasil faz parte do Continental Tour – série bronze -, da World Athletics, e foi realizado no Centro

(Foto: Divulgação/CBAt)

Olímpico de Treinamento e Pesquisa, na Vila Clementino, em São Paulo. O recorde anterior pertencia a Júlio César de Miranda, com 83,67 m (de 11/7/2015).

O norte-americano Donavan Banks ficou em segundo lugar (77,27 m) e o brasileiro Clewerton Ruan de Souza Siqueira em terceiro (68,34 m).

Pedro Henrique, de 22 anos, da Endurance Sports, que treina com Margareth Bahia Marques Haiden, disse que agora vai focar no índice para o Mundial de Budapeste, na Hungria, de 19 a 27 de agosto. A marca mínima fixada pela World Athletics como índice para o dardo é 85,20 m. “É uma marca forte, mas a minha meta era bater o recorde e saiu. Agora o foco está no índice.”

“Foi um trabalho muito grande, eu esperava a marca, ela não saiu na competição passada, o Torneio Internacional, no domingo, mas saiu hoje. Esta foi a minha primeira semana de competições, com os dois GPs”, disse Pedro Henrique lembrando que ele e Luiz Maurício Dias da Silva quebraram a barreira dos 80 metros em 2022. “Foi a virada de chave para nós. Se os atletas de fora lançam acima de 80 os brasileiros também podem”, concluiu.

Pedro, que começou a competir nos Jogos Escolares, foi para o lançamento do dardo influenciado pelo tio Jander Cardoso, que foi lançador – medalhista do bronze no Pan do Rio-2007 – e em sua treinadora Margareth Bahia, que também foi atleta na prova. “Eu sonhava em ser um atleta de destaque desde os Jogos Escolares e estou no caminho”, afirmou Pedro.

Mais informações estão disponíveis no hotsite, com entrada pelo home do site da CBAt.

Botão Voltar ao topo