fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Automobilismo: Protótipo Ligier vence pela terceira vez seguida em Goiânia

Trio formado por Guilherme Bottura, Gaetano Di Mauro e Gustavo Kiryla venceu a prova válida pela segunda etapa do campeonato

O pódio geral da segunda etapa
(Foto: Bruno Terena/MS2)

Goiânia assistiu neste sábado a mais uma vitória da Ligier de Guilherme Bottura, Gaetano Di Mauro e Gustavo Kiryla, que disputou a segunda etapa do campeonato como convidado.

Foi a terceira vitória consecutiva do carro preparado pela equipe BTZ no Autódromo Internacional Ayrton Senna.

O resultado reforçou o domínio do protótipo francês sobre os brasileiros AJR e Sigma na capital do Goiás. Desde que desembarcou no país, no início do ano passado, a Ligier venceu todas as provas disputadas por lá.

A trinca, entretanto, foi árdua. Bottura, Di Mauro e Kiryla estavam na segunda posição até poucas voltas para o final, quando o protótipo AJR #99 de Leandro Romera, Pietro Rimbano e Ricardo Rodrigues sofreu uma quebra e perdeu uma vitória que parecia garantida.

“Impressionante esta conquista. Viemos com uma estratégia focada nos pontos, pensando no campeonato, e ainda assim saímos vencedores. Goiânia virou mesmo nossa casa”, disse Bottura ao final da prova. “A equipe é muito boa, me senti em casa desde momento em que cheguei aqui. Estou muito feliz de ter feito parte desta vitória”, disse Kiryla, campeão da P1 e da Geral do ano passado.

Na categoria GT3, Marcelo Hahn e Allam Khodair conquistaram a primeira vitória da temporada a bordo da Mclaren 720s. E foi emocionante, com o Japonês Voador travando uma disputa histórica com Átila Abreu, que compete com a BMW M4 ao lado de Léo Sanchez, nas voltas finais.

Durante a briga pela primeira colocação, Khodair chegou a tocar Átila, o que lhe rendeu uma punição de cinco segundos. Mas, depois de ultrapassar o rival, abriu mais cinco segundos de vantagem e alcançou a vitória para a Blau Motorsport.

“A BMW teve um desempenho impressionante nesta prova. Desde o início ficou claro que seria muito difícil superar o nível de velocidade que eles apresentaram. Então nossa estratégia foi ficar o mais próximo possível deles. Entreguei o carro com cerca de três segundos de desvantagem para o Allam. E ele lutou muito, lutou até o final para que conquistássemos essa vitória”, disse Marcelo Hahn.

“Coloquei na minha cabeça que eu ia fazer volta de classificação atrás de volta de classificação no último stint. O Thiago Meneghel, nosso chefe de equipe, chegou a pedir que eu economizasse pneus, mas o carro estava espetacular, a equipe fez um grande trabalho e merecemos esta vitória. Agora vamos em busca do título”, completou Khodair.

Já na GT4, a vitória ficou com o quarteto formado por Luiz Landi, Jaques Quartiero, Tom Filho e Danilo Dirani. Em Goiânia, por conta da quebra de câmbio da Porsche #21 ainda durante os treinos, os pilotos da equipe Suttgart se uniram para competir a bordo do carro #718 e levaram a melhor.

“Foi uma vitória da união do nosso time. A gente já se ajuda como companheiros de equipe e hoje aprofundamos isso de certa forma. Essa conquista reflete também a força da equipe e a força da Porsche e agora vamos seguir todos no campeonato na briga pelo título. Mas novamente em duplas separadas a partir da próxima etapa.

Os carros mais rápidos do país voltam às pistas no dia 27 de maio, em Interlagos.

Botão Voltar ao topo