fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Militares do Comando Militar do Norte fortalecem o preparo em Operações Aeromóveis

Diversas instruções teóricas e práticas visaram aperfeiçoar e desenvolver os conhecimentos das táticas e o processo de planejamento de operações aeromóveis.

Diversas instruções teóricas e práticas visaram aperfeiçoar e desenvolver os conhecimentos das táticas e o processo de planejamento de operações aeromóveis. (Foto: CMN)

No período de 24 a 28 de abril, foram realizadas as atividades do Estágio de Adaptação às Operações Aeromóveis do Comando Militar do Norte. Diversas instruções teóricas e práticas visaram aperfeiçoar e desenvolver os conhecimentos das táticas e o processo de planejamento de operações aeromóveis. Participaram do Estágio 36 oficiais e sargentos do Exército e um agente da Polícia Civil do estado do Pará.

A Aspirante a Oficial Letícia Yukari Takeda, do 2º Batalhão de Infantaria de Selva (2º BIS), comentou sobre o seu aprendizado e sobre a troca de experiências. “Durante o Estágio, nós pudemos aprender técnicas de infiltração e exfiltração aeromóvel, emprego tático, diferenciamos os tipos de aeronaves empregadas pelo Exército Brasileiro e conseguimos finalizar com chave de ouro, com a execução de um exercício no terreno”. Os estagiários também estudaram os procedimentos de segurança e as noções de operação de uma Zona de Pouso de Helicóptero no período noturno.

O Comandante do 50º Batalhão de Infantaria de Selva, Tenente-Coronel Mendes Melo, destacou a importância do exercício de ataque a objetivo, que marcou a conclusão do Estágio e colocou em prática todos os conhecimentos adquiridos ao longo da semana. “O Estágio foi coroado com a Operação Zawaruhu, que significa ‘onça’ no dialeto Guajajara. Durante a operação, as tropas realizam infiltração aeromóvel, infiltração terrestre através selva, e, após a conquista do objetivo, realizaram a exfiltração aeromóvel”, conta.

De maneira combinada, a 2ª Companhia de Fuzileiros de Selva, subunidade que integra a Força de Prontidão da 23ª Brigada de Infantaria de Selva, empreendeu uma Marcha para Combate Fluvial, navegando cerca de 10 km no Rio Tocantins, com a finalidade de se juntar à tropa aeromóvel no terreno.

O Estágio foi concluído com sucesso, qualificando todos os militares envolvidos.

Botão Voltar ao topo