fbpx

Escolas infantis em São José recebem novos brinquedos para espaços coletivos

Novos brinquedos e espaços coletivos nas escolas contribuem para potencializar o aprendizado de bebês e crianças na Educação Infantil municipal. (Foto: Claudio Vieira/PMSJC)

Brincar faz parte da infância e, na Educação Infantil de São José dos Campos, faz todo sentido, como parte do currículo e do cotidiano vivenciado pelos bebês e crianças nas escolas municipais.

Para potencializar as ações pedagógicas e as brincadeiras com protagonismo dos pequenos, a Prefeitura distribuiu novos brinquedos para espaços coletivos das escolas em todas as regiões.

A Emei Marianita de Oliveira Pereira Santos, no Bosque dos Eucaliptos, região sul da cidade, montou um ateliê no pátio para as crianças se expressarem, criarem, explorarem diversas texturas e materiais e, sobretudo, aprenderem brincando. A novidade foi aprovada pelas crianças.

“Gosto da escola porque tem muitas atividades, aqui a gente faz pinturas, desenhos e mexe na argila. Gosto de desenhar arco-íris e pintar, mas de tudo o que eu prefiro é o ateliê e a saladinha de tomate no almoço”, conta Kaliandra Maria, 6 anos.

“O que tem de legal aqui é que eu estudo, né?”, responde Sara Maria, 5 anos. “O ateliê é legal porque dá pra gente fazer várias coisas, brincar, pintar, mexer na argila. Aqui a gente aprende as coisas”, comentou a pequena sorridente.

Para Bruna Joaquim, orientadora pedagógica na Emei Marianita, os espaços da unidade escolar são utilizados pelas crianças em pequenos grupos, onde passam tempo descobrindo, fazendo escolhas de materiais e brincadeiras e sendo protagonistas.

“O brincar faz parte de tudo. Ficamos muito felizes quando as crianças saem da escola dizendo aos pais que brincaram durante o dia, porque por trás disso teve muito trabalho e planejamento para essa brincadeira ser repleta de aprendizados. O olhar é voltado ao protagonismo das crianças, com autonomia, e espaços para ampliar as formas de expressão delas”, diz.

E lá na Emei Elza Regina Rahal, que fica na Vila Maria, região central da cidade, as brincadeiras culturais também foram aprovadas e encantam os pequenos, com ritmos, sons e muita criatividade. A escola reforça também a importância da parceria e participação das famílias.

“As meninas chegam em casa contando tudo que teve de novo na escola, quais brinquedos que têm e o que fizeram. Percebo o quanto elas gostam de estar aqui, isso ajuda muito no desenvolvimento delas, elas ficam a vontade e seguras”, afirma Tamires Santos, mãe da Lavínia, 4 anos, e Laís, 3 anos.

“Todo material que recebemos da Secretaria de Educação e Cidadania é pensado intencionalmente de acordo com a faixa etária atendida, de 0 a 5 anos e 11 meses. Os materiais de uso coletivo diversificados para as crianças nas salas e nos espaços pedagógicos da escola, que são um bom complemento para cada fase e turma”, conta a orientadora Iris Lima.

Para Ísis Reis, professora do Pré 2, o ambiente escolar além de seguro deve ser acessível e divertido, com propostas que considerem a criança por completo.

“Entendemos que a criança aprende brincando e isso é considerado. Tudo que vem para promover esse brincar é bem-vindo, na escola muitas vezes há possibilidades e brinquedos que nem todas as crianças podem ter em casa, aqui elas se sentem pertencentes ao espaço e podem socializar e aprender brincando”, frisou a professora.

Educação Infantil de primeira

Na rede de ensino municipal, as famílias das crianças atendidas nas escolas infantis podem contar com espaços e materiais adequados à faixa etária, pensados para atender as especificidades dos bebês e crianças, tais como espaços de sala de aula com propostas potentes à aprendizagem e muito mais. Confira.

– Orientações sobre o processo de acolhimento e adaptação, por meio de reunião e distribuição de folder informativo.

– Espaço tranquilo e adequado para realizar o aleitamento materno.

– Suporte para alimentação das crianças que possuem restrições alimentares, cardápio elaborado por nutricionistas e alimentos ofertados pela rede de ensino municipal.

– Atividades pedagógicas pensadas nas características de cada faixa etária, com valorização das brincadeiras.

– Projetos de investigação, pesquisa e busca para resolução de problemas.

– Projeto Pedagogia Empreendedora dos Sonhos para estimular os sonhos no Pré 2.

– Livros e materiais pedagógicos que ampliam o conhecimento de mundo das crianças.

– Jogos para aprendizagem e diversão acompanhados das famílias.

– Material didático próprio nas turmas de Pré 2.

Botão Voltar ao topo