fbpx

Etec cria repelente orgânico que combate pragas na produção agrícola

Projeto foi desenvolvido por alunos da Escola Técnica Estadual Prof. Dr. Antônio Eufrásio de Toledo, de Presidente Prudente, e utiliza folhas de árvore de origem indiana ‌

Foram necessários oito testes até que os estudantes chegassem à formulação correta do produto. (Foto: Divulgação)

Os 40 alunos do terceiro ano do curso técnico de Agropecuária da Escola Técnica Estadual (Etec) Prof. Dr. Antônio Eufrásio de Toledo, de Presidente Prudente, criaram um repelente e inseticida orgânico para o combate de pragas e insetos na produção agrícola.

O projeto surgiu em 2021 e foi desenvolvido por meio da moagem de folhas de uma árvore de origem indiana chamada Nim. O inseticida também pode ser utilizado como repelente contra mosquitos, pernilongos e até mesmo o Aedes aegypti.

“Foram necessários oito testes até que os alunos chegassem à formulação correta”, comenta o professor e orientador do projeto, Karin Gabriel Silva Moreno de Souza.

“A eficácia da planta foi descoberta em um estudo que realizamos em sala de aula com manuais de agricultura orgânica da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e posteriormente comprovada por meio de testes que realizamos dentro da Etec.”

O docente conta que o próximo passo é popularizar o uso do produto e, desde o ano passado, a Etec faz doações do repelente para comunidade local. “Tendo em vista os números alarmantes de casos de dengue, iniciamos as doações no ano passado.

Nossa meta é doar 80 litros para a comunidade local e estender os resultados do nosso projeto para a população da cidade e da região de Presidente Prudente”, afirma.

Botão Voltar ao topo