fbpx

Grandes nomes do ciclismo brasileiro no Desafio do Tour Mesa do Imperador

Prova chancelada pela CBC e Fecierj inaugura o calendário brasileiro de corridas de estrada e ocorre em 19 de março, no Rio de Janeiro

Atletas da elite do ciclismo de estrada brasileiro estão se preparando para a primeira competição da modalidade no país em 2023. O Desafio do Tour Mesa do Imperador, prova chancelada pela Confederação Brasileira de Ciclismo e pela Fecierj, será realizado em 18 de março, no Rio de Janeiro.

Com uma das pontuações mais altas, Classe 4, a prova classifica equipes nacionais para a mais importante prova do ciclismo latinoamericano chancelada pela Union Cycliste Internationale, o Tour do Rio. A realização é da 213 Sports, vertical de esportes da V3A.

Para Pedro Dau de Mesquita, sócio-diretor da 213 Sports, a adesão de atletas de elite ao Desafio do Tour Mesa do Imperador mostra o potencial do ciclismo brasileiro e a demanda por provas com elevado nível técnico e organizacional.

“Quando abraçamos a plataforma Tour do Rio percebemos como os atletas brasileiros estavam carentes de provas de alto nível no país. Muitos tiveram de continuar suas carreiras no exterior. Nosso objetivo é resgatar o grande legado do evento para a comunidade, permitindo que novos talentos sejam desenvolvidos e que o esporte ganhe popularidade no país”, afirma.

Para Felipe Marques, que lidera o ranking de Elite da Confederação Brasileira de Ciclismo, além de ser o último campeão na Mesa do Imperador, a prova eleva o nível do ciclismo brasileiro.

“O Desafio do Tour foi uma prova que marcou muito minha carreira, nível altíssimo e a cada ano que passava me via evoluindo nesse grande evento. Fui feliz por estar em pódio na última edição. É muito importante o retorno dessa competição, para elevar o nível do ciclismo brasileiro, com percursos dignos de um verdadeiro espetáculo para nosso esporte, sem contar das belíssimas paisagens do estado do Rio de Janeiro”, afirmou o atleta que também venceu a última etapa do Desafio do Tour, em Miguel Pereira, em 2022.

Líder na Categoria Master A no ranking da CBC, Ana Real é um caso emblemático da paixão que desperta o ciclismo de estrada. Competindo há apenas um ano, a atleta foi Campeã Brasileira Master em 2022, ano no qual conquistou ainda o terceiro lugar na L’etape Rio e quinto no Giro D’Itália. Grávida, ela irá participar do Desafio do Tour Mesa do Imperador de olho no Tour do Rio.

“Há um ano eu ‘clipei’ pela primeira vez em uma bike e de lá pra cá não parei mais. Posso dizer que existe sim paixão à primeira vista! Sou testemunha.

Desde então, o volume de treinos aumentou e o ciclismo começou a fazer parte naturalmente de todos os meus dias da semana. E já posso dizer que vivi alguns momentos marcantes nesta curta e intensa trajetória.

A expectativa agora é o Tour do Rio”, afirma. “Conheci o ciclismo quando tinha já 33 anos e fico me perguntando como tinha vivido sem ele até então. Ver o esporte que eu amo ganhando a representatividade que só o Tour do Rio pode trazer é gratificante. Isso é essencial para o crescimento e popularização do esporte”, completa.

Já o Embaixador do Tour do Rio Pedro Paulo Barbosa, líder da Categoria Master A2 no ranking da CBC, destaca a importância do percurso para os atletas brasileiros.

“A Mesa do Imperador é um símbolo nacional, não apenas para o ciclismo, mas para o esporte de maneira geral. O maior desafio para o ciclista carioca é superar o recorde pessoal da subida. No Desafio Tour do Rio, teremos esta oportunidade”, afirmou o atleta da equipe Elite Bike Rio.

Bicampeã brasileira de CR e Resistência e vencedora do Desafio do Tour Miguel Pereira 2022, Paula Campos fala da empolgação com o retorno do evento à Mesa do Imperador.

“Vai ser maravilhoso! Há muito tempo a gente não tem uma corrida na Mesa do Imperador, que é um lugar maravilhoso de treino, com quatro quilômetros de subida, com muita intensidade. Para quem não conhece, fica o convite. Não perca, pois apesar de ser sofrido, é lindo”, disse a atleta, que também é Embaixadora do Tour do Rio.

Em busca de um recorde

Entre as motivações que levam centenas de ciclistas profissionais e amadores a enfrentar a difícil subida da Mesa do Imperador está a busca pelo recorde Strava, onde atletas utilizam a renomada plataforma de rastreamento esportivo para registrarem seus melhores tempos.

Ana Real, Campeã Brasileira Master de Ciclismo 2022. (Foto: Divulggação)

Atual recordista feminina na Mesa do Imperador, com um tempo de 19:16, a brasileira Tota Magalhães instiga as “rivais” a perseguirem sua meta. Vivendo atualmente na Itália, onde integra a equipe Bizkaia-Durango, ela convida as ciclistas brasileiras ao Desafio: “Quero convocar a mulherada para bater o meu tempo na Mesa do Imperador, para quem sabe, quando eu voltar ao Brasil de férias, talvez eu tenha que ir lá bater de novo”, brinca.

Para Rosana Fortes, Senior Country Manager da Stravia, o Desafio fortalece o ciclismo brasileiro e prepara os atletas profissionais para as principais disputas da temporada. “A comunidade brasileira no Strava é a segunda maior do mundo e o segmento da Vista Chinesa é um dos mais icônicos na plataforma. Não poderíamos ficar de fora dessa competição”, afirma.

Sobre a prova

Com 4,6 quilômetros de extensão e altimetria de 424 metros, o Desafio do Tour Mesa do Imperador terá largada na rua Marquês de Sabará, no Jardim Botânico. Com mais de 4 quilômetros de subida, é uma das provas mais desafiadoras do país, mas que recompensa os participantes com paisagens deslumbrantes da Cidade Maravilhosa, como a Cachoeira do Horto e a Vista Chinesa.

A expectativa é de que 400 atletas participem da prova que tem inscrições realizadas exclusivamente pela internet. A entrega dos kits ocorrerá entre os dias 16 e 18 de março, na Specialized Concept Store (Estrada da Barra da Tijuca, 410).

Leia o regulamento completo do Desafio do Tour Mesa do Imperador no site.

SERVIÇO

Modalidade: Prova Ciclismo de Estrada.

Cidade: Rio de Janeiro / RJ

Local de Largada: Rua Marquês de Sabará, Jardim Botânico (ao lado da IBS) Local de Chegada: Mesa do Imperador

Data: 19 de março de 2023

Realização: 213 Sports

Supervisão: FECIERJ e Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC).

Parceiros Oficiais: TV Globo e Strava

Ranking/Pontuação: Válida para o Ranking

Nacional Classe 4 (CBC) e Estadual Classe 1.

Sobre a 213 Sports – Fundada por Pedro Dau de Mesquita, Yuri Binder, Bernardo Montenegro e Marcelo Montenegro, a 213 Sports nasceu no ano de 2012. Em 2021, a agência foi adquirida pela V3A e, desde então, responde como vertical de esportes, que integra o pilar de Ventures da companhia. Focada em marketing esportivo, a 213 Sports já realizou mais de 70 projetos para marcas globais e locais, impactando mais de 50 milhões de pessoas no Brasil e no mundo. A 213 Sports vê o esporte como uma plataforma de engajamento e conexão com forte apelo emocional entre as marcas e consumidores, resultando em uma experiência única de sportainment. Insights estratégicos alinhados com o posicionamento da marca, excelência na execução e resultados mensuráveis com retorno social, sempre que possível, são as bases que sustentam a excelência da 213 Sports. Responsável por inúmeros cases, a agência se destaca com os projetos: Oi Rio Pro, Sephora Beauty Run, Ceará Kite Pro, WSL House, CamelBak Mountain Race, Casa On Running, Praia Para Todos, Pelé Academia, Saquarema Surf Festival, WTR, Red Bull Pool Clash, SLS Super Crown World Championship, entre outros.

Botão Voltar ao topo