fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Alstom entrega o primeiro trem das linhas Diamante e Esmeralda da ViaMobilidade

Alstom produzirá mais outros 35 trens na sua fábrica em Taubaté (SP)

Feitos em aço inoxidável e contando com moderna tecnologia, cada trem pode transportar 2.600 passageiros. (Foto: Divulgação)

A Alstom, líder global em mobilidade inteligente e sustentável, realizou a entrega do primeiro trem da série 8900 para a ViaMobilidade, concessionária que administra as linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda marcando, assim, o início de uma nova jornada da mobilidade urbana da capital paulista e da grande São Paulo.

Em contrato firmado com a ViaMobilidade, a Alstom está fabricando 36 trens de 8 carros em sua planta industrial de material rodante em Taubaté (SP). Para isso, a empresa investiu em uma nova linha industrial que dobrou a capacidade da fábrica e contribuiu para a geração de mais de 500 empregos diretos.

Os trens Metropolis da Alstom para as linhas 8 e 9 são feitos de aço inoxidável e uma das principais vantagens é a sua durabilidade: as carrocerias duram mais de 40 anos e são mais leves em comparação com os modelos de aço carbono. Além disso, consomem menos energia e, consequentemente, são mais eficientes em termos energéticos.

Os trens, cujas cores cinza e esmeralda fazem alusão ao nome das linhas 8 e 9, respectivamente, têm capacidade para transportar 2.600 passageiros, contam com portas e corredores que oferecerão excelente circulação de passageiros e liberdade de movimento, além de espaços reservados para pessoas com mobilidade reduzida. As grandes janelas e portas proporcionam uma visão clara do exterior, garantindo ao passageiro uma viagem tranquila, segura e confortável. Os trens também possuem tecnologias modernas: contagem de passageiros, mapas dinâmicos de linhas, monitores e vigilância por vídeo, além de detectores e extintores de incêndio.

“Com o orgulho de fazer parte da modernização da mobilidade urbana de São Paulo, a Alstom entrega o primeiro trem para as linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda. Este trem avançado, com tecnologia Alstom de controle automático de trens (ATC), permitirá uma circulação mais fluida e confortável para a população da capital, e marca o início de uma jornada para a melhoria contínua da qualidade de vida das pessoas por meio da rede ferroviária”, diz Pierre Bercaire, Diretor Geral da Alstom Brasil.

“Estamos investindo fortemente em melhorias nas linhas 8 e 9 desde quando assumimos a concessão, em janeiro de 2022. A chegada do primeiro trem, de um total de 36 novas composições que adquirimos junto à Alstom, é um capítulo fundamental na trajetória de transformação que estamos implementando, com foco sempre na melhor prestação de serviços aos passageiros”, explica Marcio Hannas, Presidente da CCR Mobilidade.

As linhas 8 e 9 da ViaMobilidade transportam mais de 1 milhão de passageiros por dia, segundo dados de antes da pandemia de Covid-19. A Linha 8, que liga Júlio Prestes a Amador Bueno, tem 41,6 quilômetros de extensão e 22 estações, atendendo aos municípios de São Paulo, Osasco, Carapicuíba, Barueri, Jandira e Itapevi. Já a Linha 9, que interliga Osasco a Bruno Covas – Mendes/Vila Natal, tem 37,3 quilômetros de extensão e 20 estações, atendendo às cidades de São Paulo e Osasco.

Sobre a ViaMobilidade Linhas 8 e 9
A ViaMobilidade Linhas 8 e 9 é a concessionária responsável pela operação e manutenção das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda de trens metropolitanos de São Paulo. A Linha 8-Diamante é composta por 22 estações, ligando Júlio Prestes a Amador Bueno, com integração nas linhas 3-Vermelha e 7-Rubi. Já a Linha 9-Esmeralda, que conecta Mendes-Vila Natal a Osasco, possui 20 estações e faz integração com as linhas 4-Amarela, 5-Lilás e 8-Diamante. E, futuramente, com a Linha 17-Ouro de monotrilho.

Alstom Taubaté
Inaugurada em 2015, a unidade industrial da Alstom em Taubaté é centro de excelência em produção de carros em aço inoxidável e está estrategicamente instalada em um polo industrial, ao lado de duas importantes rodovias do país, a Dutra e a Carvalho Pinto, e próxima ao Porto de Santos, o maior complexo portuário da América Latina.

A unidade foi responsável pela produção de 27 carros Citadis para o VLT do Rio de Janeiro, que foram fabricados em tempo recorde para as Olimpíadas de Verão no Brasil, demonstrando a agilidade, o comprometimento e o foco no cliente da Alstom. O projeto foi o segundo no mundo a ter um sistema 100% livre de catenária. Após a conclusão do contrato do VLT, a fábrica também produziu os carros NS16 para o Metrô de Santiago, no Chile.

Em novembro de 2022, a Alstom inaugurou a ampliação da unidade após um investimento de R$ 100 milhões que faz parte da estratégia de crescimento da companhia após a assinatura de seis contratos nacionais e internacionais. Mais de 170 trens (mais de 940 carros) serão produzidos pela Alstom em Taubaté para as cidades de São Paulo (Brasil), Santiago (Chile), Taipei (Taiwan) e Bucareste (Romênia), destacando a capacidade da instalação de contribuir para projetos de mobilidade em nível global.

Além do investimento na unidade industrial para atender aos atuais projetos, a empresa está contratando gradativamente cerca de 750 colaboradores no Estado de São Paulo, dos quais 700 atuarão na unidade Taubaté. Para isso, cerca de 500 profissionais estão sendo capacitados pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI Taubaté para atuar diretamente na produção dos projetos.

Botão Voltar ao topo