fbpx

Último Museu Vivo do mês em São José tem vivências da cultura popular

Sérgio Sena, 55 anos, já participou do Museu Vivo outras vezes e domingo vai compartilhar seus saberes. (Foto: Divulgação/PMSJC)

Após um domingo de folga, o Museu do Folclore de São José dos Campos realiza, neste fim de semana (26), o último Museu Vivo do mês. E novamente com a participação de três representantes da cultura popular local. A vivência é aberta ao público e acontece das 14h às 17h na área externa do museu.

Um dos convidados é o paulista Sérgio Sena, 55 anos, que já participou do Museu Vivo outras vezes. Sena é mecânico de aeronaves e também tem alguns conhecimentos que adquiriu por conta própria, como construir instrumentos musicais e fazer pequenas figuras utilizando arames.

Sena toca percussão desde os anos 90, sempre como autodidata. “Os percussionistas populares têm a cultura de fabricar parte dos seus instrumentos e foi daí que comecei a pesquisar e desenvolver métodos construtivos. Para fazer música não é preciso ser músico, nem ter um instrumento musical”, defende ele.

Outro convidado, o joseense Benedito Domingos dos Santos (Benê), 63 anos, é mestre da cultura popular e bastante conhecido pelos seus muitos saberes, mas principalmente como construtor e responsável pela manutenção dos bonecões utilizados no bloco carnavalesco Pirô Piraquara.

Benê utiliza a técnica de empapelamento para fazer os bonecões e no Museu Vivo vai compartilhar este conhecimento. Ele nasceu numa família de figureiros e foi com a mãe, Maria Benedita dos Santos (Lili Figureira), que aprendeu a fazer figuras em argila. Com o tempo foi adquirindo outros saberes como fotógrafo, escritor e luthier.

Para adoçar o domingo, a paranaense Solange Cristina Moreira, 56 anos, vai compartilhar sua receita de bolo de laranja. Sua experiência com a culinária lhe garantiu emprego como cozinheira por muito tempo e, atualmente, trabalha como merendeira numa escola da região norte da cidade.

Programa e gestão

O programa Museu Vivo é realizado aos domingos à tarde, com a presença de três fazedores da cultura popular nas áreas do artesanato, culinária e música. Eles compartilham seus saberes e fazeres com o público, que pode vivenciar diretamente os seus conhecimentos.

O Museu do Folclore é um espaço da Fundação Cultural Cassiano Ricardo, instalado no Parque da Cidade, em Santana, desde 1997. Sua gestão é feita pelo CECP (Centro de Estudos da Cultura Popular), organização da sociedade civil sem fins lucrativos.

Museu do Folclore de SJC
Av. Olivo Gomes, 100 – Santana (Parque da Cidade)
(12) 3924-7318 e (12) 3924-7354
www.museudofolclore.org

Botão Voltar ao topo