fbpx

São José participa de encontro sobre cidades sustentáveis no RJ

Parque Senhorinha está no rol das 10 soluções baseadas na natureza. (Foto: Divulgação/PMSJC)

A Prefeitura de São José dos Campos participou, entre os dias 6 e 7 de fevereiro, do 1º encontro presencial do Acelerador de Soluções Baseadas na Natureza (SBN) em Cidades, realizado pelo World Resources Institute Brasil (WRI Brasil), instituto de pesquisa que atua na promoção de cidades mais sustentáveis. O evento aconteceu em Niterói (RJ).

Durante o encontro, 23 representantes dos dez projetos acelerados trabalharam em conjunto suas propostas e realizaram uma visita técnica ao Parque Orla de Piratininga, ambicioso projeto urbano de soluções baseadas na natureza da cidade fluminense.

Os participantes de quatro regiões do Brasil conheceram trechos do parque multifuncional, incluindo SBN, como os jardins filtrantes que purificam as águas pluviais que desaguam na Lagoa de Piratininga (confira as fotos na galeria abaixo).

Parque Fluvial Senhorinha

São José dos Campos participa do Acelerador de Soluções Baseadas na Natureza em Cidades com o projeto Parque Fluvial Senhorinha, selecionado em novembro do ano passado, integrando o rol das 10 soluções baseadas na natureza do país.

Com o objetivo de ampliar o acesso da população a serviços de infraestrutura e atividades de lazer, o projeto joseense visa promover ações de recuperação do curso d’água e drenagem sustentável para melhorar a resiliência a ondas de calor e de inundações.

Estruturado ao longo da recomposição do Córrego do Senhorinha, na região sul, o parque linear é conectado por corredores verdes a equipamentos públicos.

A proposta inclui aspectos sociais e ambientais de relevância, associados aos objetivos do plano diretor de qualificação urbana da macrozona de consolidação, considerando que a região sul é a área mais urbanizada da cidade.

Essa região recebeu grandes conjuntos de habitação de interesse social desde os anos 1980. Atualmente, existe uma demanda constante por serviços de educação, saúde e lazer. O projeto prevê a dotação de infraestrutura de suporte às necessidades básicas e recreativas e o fortalecimento da economia local. Também são previstas rota verdes para ciclistas e pedestres, hortas comunitárias, entre outras soluções baseadas na natureza.

Além de participar do acelerador, o parque será objeto de estudo hidráulico-hidrológico como parte do Plano de Drenagem e Manejo de Águas Pluviais, o qual terá como objetivo o desenvolvimento sustentável. Nessa etapa, a segunda, os trabalhos serão desenvolvidos pela Fundação Centro Tecnológico de Hidráulica da Poli-USP.

Sobre o Acelerador

O Acelerador de Soluções Baseadas na Natureza em Cidades é uma realização do WRI Brasil com apoio da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza. Conta com financiamento da Caterpillar Foundation e do Ministério do Meio Ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais do Reino Unido (Defra UK), e parceria da iniciativa Cities4Forests e da Aliança Bioconexão Urbana.

Todos os projetos selecionados receberão consultoria especializada para o respectivo desenvolvimento, considerando a viabilidade técnico-operacional, financeira e redução de riscos. Também será oferecido suporte institucional para capacitação de equipe para que o projeto incorpore as melhores práticas em soluções baseadas na natureza (SBN).

Botão Voltar ao topo