Ponte vence São Caetano em estreia no Moisés Lucarelli pelo Paulista A2

A Ponte Preta fez o dever de casa em sua estreia no Moisés Lucarelli no Paulistão A2 Kia de forma histórica. Em partida válida pela segunda rodada da competição estadual nesta terça-feira (17), o time de Campinas superou o São Caetano, de virada, pelo placar de 2 a 1, com dois gols marcados nos acréscimos.

Com o resultado, a Ponte Preta agora chega a seis pontos e assume a liderança, enquanto o time de São Caetano do Sul segue sem vencer e é o 14º colocado.

A estreia da Ponte Preta em seus domínios começou com o domínio do time da casa, atrapalhado devido ao gramado cheio de poças d’água. Antes da partida, Campinas sofria com fortes chuvas. Melhor em campo, a Ponte buscou o ataque, mas não conseguiu criar chances claras no início da partida e quem chegou com perigo primeiro foi o time visitante.

Aos 11, Francis chegou a balançar as redes para o São Caetano após passe de Dias em cobrança de escanteio, mas o árbitro assinalou impedimento. E não demorou para a equipe alvinegra responder. Aos 17, Elvis lançou para Pablo Dyego na área, que corou a marcação e bateu forte para uma defesa milagrosa de Arthur, que salvou os visitantes.

Aos 24, Léo Naldi quase abriu o placar para a Ponte Preta. Após bate e rebate na área, a bola sobrou para o volante, que, de fora, chutou no canto de Arthur, novamente salvando o São Caetano. A Ponte Preta parecia mais próxima do gol, porém, aos 31, tudo mudou.

Após disputa no alto, Guilherme errou o tempo da bola no meio campo. A bola sobrou para Anderson Magrão, que carregou e de fora da área chutou no cantinho de Caíque, fazendo 1 a 0 para o São Caetano. O placar persistiu até o intervalo.

Na volta para o segundo tempo, o goleiro Arthur novamente salvou o São Caetano. Aos seis minutos, Jeferson recebeu belo cruzamento na área e testou para o gol, quando o paredão dos visitantes evitou mais um gol dos mandantes.

A Ponte Preta então teve mais duas boas chances com Elvis, mas faltou pontaria. Aos 44, Arthur salvou o São Caetano mais uma vez, em chute de Jean Carlos. E quando tudo parecia definido, o cenário mudou completamente.

Aos 48, após cruzamento de Jean Carlos, Jeferson Jeh chutou de primeira, dentro da área e deixou tudo igual para a Ponte Preta. Pouco depois, aos 50, o juiz deu pênalti para a equipe de Campinas em cruzamento de Elvis. Porém, após confusão, a arbitragem anulou o pênalti.

E novamente, quando o placar parecia definido, Jean Carlos novamente cruzou para Jeferson Jeh, que de cabeça, virou o jogo aos 59 do segundo tempo e fechou o placar: 2 a 1 Ponte.

As equipes voltam à campo no próximo final de semana. No sábado (21), a partir das 11h, a Ponte vai até Piracicaba para encarar o XV de Piracicaba no Barão da Serra Negra, abrindo a terceira rodada. Já o São Caetano encara a Portuguesa Santista, no dia seguinte, às 10h, no estádio Ulrico Mursa.

Botão Voltar ao topo