Africanos dominam 38ª Corrida de Reis de Cuiabá

Prova de 10 km disputada entre Várzea Grande e Cuiabá, em Mato Grosso, reuniu 15.000 inscritos, com Fábio Jesus Correia (SPFC/Kiatleta) sendo o brasileiro mais bem colocado; ele vai disputar o Sul-Americano de cross de Poços de Caldas, no dia 22 de janeiro

Pódio feminino em Cuiabá
(Foto: Divulgação)

Joseph Panga, da Tanzânia, e a etíope Kebebush Yisma Zewoldemaria venceram na manhã deste domingo (15) a 38ª da Corrida de Reis, a maior competição de rua do Centro-Oeste do País.

Organizada pela TV Centro América, afiliada da TV Globo, a competição teve a participação de 15.000 atletas inscritos, com largada na Ponte Sérgio Motta, em Várzea Grande, e chegada 10 km depois na Praça das Bandeiras, em Cuiabá, no Mato Grosso.

A prova recebeu o Selo Ouro e o Permit 01/2023 da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) por atender todos os pré-requisitos dos regulamentos internacionais, ditados pela World Athletics.

Esta foi a segunda participação do campeão tanzaniano na Corrida de Reis. Em 2020, ele havia ficado com o segundo lugar. Joseph foi vice-campeão da São Silvestre de 2022, realizada por ruas e avenidas de São Paulo, em dezembro.

O ugandense Maxwell Rotich, campeão da edição passada da Corrida de Reis e detentor do recorde masculino, ficou com a segunda posição neste ano, com 30:12. O brasileiro mais bem colocado foi o baiano Fábio Jesus Correia (São Paulo/Kiatleta), que completou o trajeto em 30:20, de olho no Campeonato Sul-Americano de Cross Country, que será realizado no domingo (22/1) em Poços de Caldas (MG).

Fábio foi o brasileiro mais bem colocado também na Corrida de São Silvestre, dia 31 de dezembro, terminando na quarta colocação na classificação final.

O mato-grossense Jerônimo Souza, de Pontes e Lacerda-MT, terminou a prova na quarta posição. O atleta de 32 anos cruzou a linha de chegada com a marca de 30:36. Completaram o pódio, Moses Kibet, de Uganda, que obteve a quinta posição, com 31:06.

A etíope Kebebush Yisma Zewoldemariam, de 25 anos, venceu a prova feminina da 38ª edição da Corrida de Reis, realizada neste domingo, em Cuiabá. Ela completou os 10km da prova em 34 minutos e 25 segundos. Esta foi a primeira vez da atleta da Etiópia na Corrida de Reis. Além do título, ela faturou prêmio em dinheiro no valor de R$ 40 mil. No fim do ano passado, Kebebush foi terceira colocada na São Silvestre.

A também etíope Tadesu Tafa ficou com a segunda colocação, com a marca de 35’38”. Em terceiro, a queniana Vivian Jftanui Kiplagati completou a prova em 36’26”. A melhor brasileira da Corrida de Reis 2023 foi a paranaense Susane Martins, em 4º lugar, com o tempo de 37’10”.

Botão Voltar ao topo