ARTESP dá dicas de como dirigir com segurança em túneis rodoviários

Os dois maiores túneis do Brasil estão na malha de SP, em trechos que levam aos principais destinos do paulistano nas férias de verão

(Foto: Divulgação/ARTESP)

As férias de verão são um convite para pegar a estrada e passear, principalmente para os destinos litorâneos, os mais procurados nessa época.

Se a viagem é para o litoral paulista, é quase certeza que o motorista irá passar por um dos dois maiores túneis existentes no Brasil.

O maior deles, na ligação entre São José dos Campos e o Litoral Norte, está na Rodovia dos Tamoios (SP 099), com 5.555 metros de extensão. Já o segundo, com 3.146 metros de extensão, fica na Rodovia dos Imigrantes (SP 160), ligação entre a Capital e o Litoral Sul.

Por eles passam milhares de carros todos os anos e, embora alguns motoristas não se deem conta, dirigir em túneis exige alguns cuidados bem simples, que afetam diretamente a segurança viária.

A ARTESP – Agência de Transporte de São Paulo, separou algumas dicas de segurança para o motorista neste tipo de passagem:

Diminua a velocidade e a mantenha constante durante o percurso;
Redobre a atenção na entrada e saída do túnel, pois nestes momentos ocorre a adaptação da visão à iluminação do ambiente. A maioria dos acidentes ocorre devido ao excesso ou falta de iluminação;
Não realize ultrapassagens;
Mantenha os faróis acesos;
Não buzine;
Em caso de pane mecânica, afaste o carro para a direita, sinalize e acione o socorro;
Nunca pare ou estacione dentro do túnel;
Mantenha distância segura dos demais veículos

“Nas férias, o fluxo de veículos tem um aumento expressivo, em especial nas rodovias que têm como destino o litoral. Por isso, é importante ressaltar as medidas necessárias para garantir a segurança do usuário da rodovia”, comenta o Diretor de Operações da ARTESP, Walter Nyakas.

O que esses túneis oferecem?

As rodovias sob concessão do Estado de São Paulo contam com tecnologia de ponta para garantir o conforto e a segurança dos motoristas. E os principais túneis dessa malha viária são exemplos disso.

Na Rodovia dos Imigrantes, os túneis possuem jatos ventiladores, sensores de gás carbônico, detecção de calor e medição do vento, câmeras inteligentes com detecção automática de acidentes, além de sistema de drenagem de líquidos tóxicos, para evitar a contaminação de lençóis freáticos.

Na Rodovia dos Tamoios, além das medidas de segurança, o motorista tem à sua disposição serviço de wi-fi, telefones de emergência, megafones de alerta e iluminação regulada pelo sol na parte externa para que os olhos se acostumem à escuridão, o que diminui as chances de acidentes pelo excesso ou falta de luz nas entradas e saídas.

Multas

Algumas atitudes que parecem simples, podem gerar multas quando tomadas dentro de túneis. Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), as infrações e multas podem variar até chegar à natureza gravíssima.

A ultrapassagem é uma delas. A manobra pode gerar uma infração gravíssima com sete pontos na carteira e multa de R$ 1.467,35.
Buzinar sem necessidade é uma infração leve e pode gerar multa de R$ 88,38, além de três pontos na carteira.
Trafegar com o farol apagado pode gerar multa de R$ 130,16, além dos quatro pontos na carteira pela infração média. Além disso, é importante lembrar que nas rodovias de pista simples é obrigatório trafegar com o equipamento aceso mesmo de dia.

“Os túneis são planejados e construídos com foco na segurança e conforto dos que passam por eles, é importante que os motoristas sempre tomem todas as medidas para garantir uma viagem tranquila e segura”, acrescenta Nyakas.

Sobre a ARTESP

A ARTESP – Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo – regula o Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo há mais de 20 anos.

Sob sua gerência, estão 20 concessionárias, que atuam em 11,1 mil quilômetros de rodovias, o que representa quase 41,1% da malha estadual, abrangendo 335 municípios.

A Agência também fiscaliza o Transporte Intermunicipal de Passageiros, exceto nas Regiões Metropolitanas de São Paulo, de Campinas, da Baixada Santista, do Vale do Paraíba/Litoral Norte e Sorocaba.

Dentre as ações, realiza auditoria de frota, garagem e instalações, ações fiscais na operação das linhas regulares, nos terminais rodoviários e nas rodovias. Além disso, a ARTESP é responsável pela regulação da concessão de 27 aeroportos regionais.

Botão Voltar ao topo