Jacareí entrega casas para moradores cadastrados em programa habitacional

Emoção marcou a entrega das chaves das novas casas da Pró-Lar, no Jardim Yolanda. (Foto: Divulgação/PMJ)

Este começo de ano ficará marcado na vida de seis famílias, que começaram 2023 com o direito de terem suas casas novas. Nesta quarta-feira (04), a Prefeitura de Jacareí, por meio da Fundação Pró-Lar, entregou as chaves de seis unidades habitacionais de interesse social, construídas no bairro Jardim Yolanda.

A alegria no rosto destes novos moradores emocionou os presentes durante a cerimônia. Miriam Raine de Oliveira Pereira e suas filhas Rebeca de 11 anos, Ana Clara de 8 e Emilly Vitória de 5, estavam ansiosas para fazer a mudança ainda nesta quarta-feira.

Miriam morava com o marido e as crianças no Mississipi, e estava há 10 anos recebendo auxílio aluguel da Pró-Lar. “Meu marido morou lá há vida inteira. Casei e fui morar lá também. A casa estava caindo, afundando, trincando e foi interditada pela Defesa Civil”, explicou.

“Essa nova casa é um presente de Deus. Estava esperando há anos. Aqui é bem melhor, perto de tudo, com escola, postinho. As casas são todas separadas, cada um com seu cantinho. É um sonho. Amei minha casinha. Agora minhas filhas terão um quartinho”, falou a nova moradora.

Maria de Lourdes Pereira de Paula, de 78 anos, também era só felicidade. “Eu morava em dois cômodos, sem piso. Agora estou feliz”, completou Maria de Lourdes, que morou 40 anos no Mississipi. “Agora só estou com pressa de mudar”, disse.

Na cerimônia, que contou com autoridades municipais e vereadores, o presidente da Pró-Lar, Alexsandro Quadros, destacou o trabalho de sua equipe técnica. Aproveitou também para fazer um balanço da situação habitacional do município. “Habitação é algo muito sensível, mas difícil e custoso de se realizar. Porém, estamos realizando o sonho da casa própria e da titularidade de inúmeros imóveis em nosso município”, ressaltou.

“Hoje não conseguimos erguer construções com menos de 140 mil reais. Temos um déficit habitacional de cerca de 7.500 moradias, e em um cálculo rápido, precisamos de mais de um bilhão de reais para sanar este déficit. Por isto é difícil avançar nesta área, sem ajuda dos governos estadual e federal”, frisou.

O presidente enfatizou a importância da regularização fundiária, que vem sendo prioridade na Fundação Pró-Lar. Segundo Alexsandro, já foram registrados mais de 1.140 lotes, regularizando assim essas residências, de 2017 até hoje, com a perspectiva aumentar esse número até o final deste mandato, em 2024.

As famílias assinaram o contrato de permissão de uso das casas, que estão localizadas na rua Antonieta Capelli Di Domênico, no Jardim Yolanda, em lotes da Fundação Pró-Lar. As obras iniciaram no início de 2022, e foram construídas pela Construtora Devini Ltda.

Cada lote possui 6 metros de testada por 25 metros de profundidade, totalizando 150 metros quadrados de área. A rua é asfaltada e possui rede pública de abastecimento de água e coleta de esgoto. Cada habitação possui sala, cozinha, banheiro, dois dormitórios e área de serviço, totalizando 53,78 metros quadrados de área construída.

Sobre as famílias contempladas

As famílias selecionadas estavam inseridas no programa Auxilio Aluguel, e vinham de áreas de risco de dois núcleos, que estão em processo de regularização fundiária de interesse social, através da Fundação Pró-Lar, sendo Rua Javari no Jardim Paraíba e Mississipi no Jardim Flórida, ambos congelados em 2013.

Por outro lado, as demais famílias ainda não beneficiadas que se encontram nas mesmas condições, também já estão cadastradas no processo de construção de 250 unidades do CDHU, por meio da Secretaria de Habitação do Estado de São Paulo, com possível início de obras ainda nesse ano.

Botão Voltar ao topo