fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Presos do CPP de Tremembé atuam em peça de teatro

Aproximadamente 200 pessoas acompanharam a apresentação teatral no CPP de Tremembé. (Foto: Divulgação)

Custodiados do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) “Dr. Edgard Magalhães Noronha” de Tremembé participaram de uma peça teatral na manhã da última quarta-feira, dia 31 de agosto. Um grupo de 19 reeducandos encenou a obra chamada de “Juízo Final”, criada por um detento que cumpre pena na unidade prisional.

A iniciativa é promovida pelo setor de educação do centro de reclusão e conta com o apoio de funcionários de vários setores do CPP, da Fundação “Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel” (Funap) e de professores que atuam no presídio por meio de sua escola vinculadora.

Cerca de 200 pessoas entre presos, servidores, profissionais de ensino e membros do Conselho da Comunidade da região, acompanharam a apresentação que faz parte de um conjunto de ações que visam fomentar a ressocialização dos apenados por meio de atividades culturais no ambiente carcerário.

Os reeducandos interpretaram diversos personagens que fazem referência à sociedade de um modo geral. O objetivo foi trazer uma reflexão sobre os valores humanos, atitudes e escolhas pessoais sob o ponto de vista religioso, tendo como o tema central o juízo final conforme abordado nas escrituras bíblicas.

De acordo com o setor de educação da unidade, o projeto contribui positivamente para o processo de reintegração social pois possibilita aos detentos participantes o aprimoramento do senso de responsabilidade, o trabalho em equipe, o fortalecimento das relações interpessoais e da confiança entre os envolvidos.

O teatro também é uma ferramenta utilizada por outros estabelecimentos penais do Vale do Paraíba, como a Penitenciária 2 “Dr. José Augusto César Salgado” de Tremembé e o Centro de Detenção Provisória (CDP) “Dr. José Eduardo Mariz de Oliveira” de Caraguatatuba.

Botão Voltar ao topo