fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Suzano Ventures promove evento com o ecossistema de inovação focado em Bioeconomia

Programação do Suzano Ventures Day 2022 contou com mesa-redonda sobre ESG e a chamada para a primeira missão voltada a startups e pesquisadores(as) em parceria com o SENAI

(Foto: Gustavo Rampini)

A Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, lançou oficialmente a Suzano Ventures, Corporate Venture Capital (CVC) da companhia que terá US$ 70 milhões em recursos disponíveis para serem investidos em startups.

O evento aconteceu ontem (17) e contou com a participação da diretoria executiva e outros(as) líderes da companhia, representantes do SENAI e das empresas White Rabbit, Positive Ventures, entre outros atores do ecossistema de inovação aberta.

O evento teve início com uma apresentação realizada pela Luciana Bazanella, Co-fundadora da White Rabbit, com o tema “Reimaginando a nossa visão de futuros”. A dinâmica abordou os desafios do cenário atual com foco na questão ambiental e os caminhos para a regeneração, além de sua importância para criarmos novas soluções.

Com o tema “O lugar da bioeconomia nos investimentos ESG”, a Suzano promoveu uma mesa-redonda para fomentar a discussão sobre investimentos em inovabilidade, a inovação a serviço da sustentabilidade, e o quão necessário é acelerar o surgimento e desenvolvimento de players focados no universo limpo, sustentável e renovável da bioeconomia.

Na ocasião, houve participação especial da CEO da Positive Ventures, Andrea Kestenbaum, que falou sobre o ecossistema de empreendedorismo e inovação com impacto na visão de uma líder de Fundo de Venture Capital voltado a negócios desse universo.

Na sequência, Marcela Porto, Diretora de Comunicação e Marca da Suzano, mediou o debate que teve como convidados Felipe Novaes, Co-fundador e Diretor Executivo da The Bakery, Guy Perelmuter, fundador e CEO da GRIDS Capital, e Cristina Gil, Diretora Executiva de Sustentabilidade e Comunicação da Suzano.

O lançamento oficial da Suzano Ventures, instrumento de inovação aberta da companhia com o propósito de acelerar e construir a Suzano do futuro, foi realizado em seguida por Julio Ramundo, Diretor de Negócios de Carbono e Corporate Venture da companhia.

De acordo com o executivo, “o lançamento da Suzano Ventures fortalece o papel de liderança inovadora que a Suzano quer imprimir na Bioeconomia de base florestal. Queremos nos posicionar como parceiro preferencial de startups de todo o mundo no desenvolvimento de tecnologias e produtos para uma economia renovável e de baixo carbono”.

Desafio Suzano & SENAI

O evento também foi marcado pelo lançamento da primeira missão conjunta da Suzano em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), intitulada “(Bio)soluções: o futuro a partir da árvore”.

A iniciativa, apresentada pelo Diretor de Inovação e Tecnologia do SENAI, Jefferson de Oliveira Gomes, é uma chamada para mapeamento de stakeholders, tecnologias e projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) em Produtividade Agroflorestal, Carbono, Biomassa de Eucalipto e Packaging.

A chamada está vinculada à Plataforma Inovação para Indústria, no âmbito da categoria de Missão Industrial, e será coordenada pelo SENAI CIMATEC, que terá papel fundamental na curadoria técnica dos projetos e na estruturação do portfólio complementar para a Suzano.

A participação da Suzano Ventures potencializa o alcance da chamada, pois inclui a possibilidade do apoio às startups via investimentos com equity.

A missão contará com três etapas principais: lançamento e desenvolvimento de alianças, avaliação preliminar e estruturação do portfólio de projetos, além da etapa de avaliação final e divulgação do resultado.

As inscrições para a missão podem ser feitas até 17 de outubro por meio do link https://sway.office.com/ufRbEbn2L7pRtnmI?ref=Link.

“Precisamos estreitar mais esses laços entre empresas e SENAI e criar mecanismos que levem o Brasil ao protagonismo das soluções inovadoras que são criadas e podem ser utilizadas por outros países”, ressalta Gomes.

O venture capital da Suzano é uma iniciativa inédita no setor de papel e celulose no Brasil, voltada para estimular o desenvolvimento de soluções de bioeconomia e de soluções deeptech, com base em florestas plantadas.

Mais informações estão disponíveis no site da Suzano Ventures: www.suzanoventures.com.

Botão Voltar ao topo