fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

São José: Rodas de conversa estimulam envelhecimento ativo e saudável

Bate-papos promovidos pela Prefeitura debatem o envelhecimento com qualidade de vida, propiciando interação e resgate de memórias. (Foto: Claudio Vieira/PMSJC)

Envelhecer com saúde, sabedoria e qualidade de vida é uma arte. Mais do que isto, é um direito de todos.

Com o objetivo de ajudar os idosos do município neste processo, a Prefeitura de São José dos Campos tem promovido rodas de conversa com o tema “A Arte de Envelhecer com Sabedoria”.

É mais uma ação da Secretaria de Apoio Social ao Cidadão, por meio da Assessoria de Políticas e Direitos dos Idosos e do Setor de Qualificação.

Nesta terça-feira (16), o bate-papo foi realizado na Casa do Idoso Leste. Até sexta (19), haverá rodas de conversa nas Casas do Idoso Sul, Centro e Norte (confira programação nesta página).

Já foram realizadas interações semelhantes nos Cras (Centros de Referência de Assistência Social) Mariana e Vista Verde (região leste), no Parque Vicentina Aranha (região central) e no distrito de São Francisco Xavier (região norte).

Durante uma hora e meia, os idosos têm a oportunidade de interagir, resgatar memórias, compartilhar experiências, cantar e se emocionar. Enfim, viver novas sensações e reviver lembranças presentes nos corações e mentes.

Envelhecer bem é uma arte e um direito de todos. Foto: Cláudio Vieira/PMSJC

Força e disposição

Com a sabedoria de quem já viveu 85 anos, completados no último dia 5, o aposentado José Maia Pereira, que mora no Jardim das Castanheiras, na região leste, aproveitou o bate-papo desta terça para contar um pouco de sua história.

“Gostei muito da roda de conversa. Como é bom resgatar memórias e compartilhar experiências. Graças a Deus, envelheci bem, com saúde e disposição”, disse Pereira.

“Tenho a quem puxar. Meu pai viveu até os 92 anos e até o fim teve força e saúde”, completou.

Em seu processo de envelhecimento ativo e saudável, ele nem esperou o final da roda de conversa. Saiu antes, já que tinha um compromisso com o bem-estar: participar de mais uma aula de hidroginástica.

Alegria de viver

Já aposentada Fátima Ladeia, que tem 64 e reside na Vila Tatetuba, também na região leste, compartilhou com os colegas sobre a depressão com a qual conviveu antes de passar a frequentar a Casa do Idoso.

“A solidão adoece. Se não tivesse vindo para a Casa do Idoso, continuaria doente e depressiva. Aqui, ganhei vida e força. E ainda tenho a oportunidade de participar de rodas de conversa como esta. Aprendi bastante”.

Tocando em frente

Ao final do encontro, os idosos soltaram a voz e cantaram o clássico “Tocando em Frente”, de Almir Sater.

Sem nostalgia, entoaram belas frases como “Ando devagar porque já tive pressa. E levo esse sorriso porque já chorei demais” e “cada um de nós compõe a sua história. Cada ser em si carrega o dom de ser capaz. E ser feliz”.

Na longa estrada da vida, eles são felizes e realizados. São muitos e são únicos. Respeitar, aprender e compartilhar a diversidade do envelhecimento é dever e direito de todos.

Afinal, como bem resumiu o grande cantor e compositor paulista Adoniram Barbosa em uma de suas músicas, “saber envelhecer é uma arte”.

Serviço

Rodas de conversa “A Arte de Envelhecer com Sabedoria”

Quarta-feira (17 de agosto)

Local: Casa do Idoso Sul

Endereço: Avenida Andrômeda, 2.601, Bosque dos Eucaliptos

Horário: 10h

Quinta-feira (18 de agosto)

Local: Casa do Idoso Centro

Endereço: Rua Euclides Miragaia, 508

Horário: 10h

Sexta-feira (19 de agosto)

Local: Casa do Idoso Norte

Endereço: Rua Carlos Belmiro dos Santos, 99, Santana

Horário: 10h

Botão Voltar ao topo