fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Novo prédio na sede Cebrace em Jacareí recebe certificação LEED Silver

Sede da CEBRACE em Jacareí. (Foto: Divulgação)

A Cebrace ampliou o prédio da sede da empresa em Jacareí para levar mais conforto e usabilidade aos seus colaboradores e também aos clientes que visitam a empresa. A obra foi concluída em 2021 e acaba de receber a certificação LEED Silver, o selo ecológico mais conhecido no mundo para construções sustentáveis. O novo prédio, além de ser uma obra “verde”, exibe um verdadeiro showroom da fabricante: com vidros de alta eficiência como o Cool Lite SKN aplicados na fachada e na claraboia; vidros especiais da linha de interiores em revestimentos e móveis; e uma escada totalmente feita de vidro Cebrace Extra Clear.

Segundo Lucas Malfetano e Manuel Corrêa, diretores-executivos da Cebrace, “o objetivo era que o novo prédio representasse fisicamente aquilo que nós fazemos e acreditamos: trabalhamos diariamente para levar soluções com inovação, conforto, design e sustentabilidade à arquitetura brasileira. O resultado deste projeto cumpriu todas as nossas expectativas, e a certificação LEED Silver veio para consolidar nossos valores na prática”, explicam.

O novo prédio é uma obra envidraçada, confortável e eficiente. As iniciativas que levaram à conquista do selo garantem uma iluminação natural acima de 75%, a redução do consumo energético anual em mais de 20%, e a diminuição de 30% no consumo de água potável do edifício. A execução do projeto é assinada pela Atrium Construtora, empresa que atuou ao lado da BCMF Arquitetura e Engenharia no projeto arquitetônico.

Segundo o diretor comercial da Atrium, Frederico Pimenta, a obra trouxe um desafio muito enriquecedor de reunir sustentabilidade em uma obra envidraçada, mesmo em clima tropical, aliando conforto, design e tecnologia a partir de uma escolha correta de materiais. “Acreditamos ser uma obra de arte: aspectos e ferramentas aplicados durante a elaboração e construção são com certeza referências na construção civil hoje”, afirma Pimenta.

Vidros de alta performance
Com área total de 1.300m², toda a fachada do edifício recebeu 357 chapas de vidro baixo-emissivo Cebrace Cool Lite SKN 154 insulado, considerado um dos vidros de mais alto desempenho do mercado. Além de oferecer alta passagem de luz natural, o Cebrace Cool Lite SKN tem alta eficiência na redução do calor, resultando no casamento perfeito entre design e performance para o projeto. O produto favorece a integração com a natureza em toda a sua extensão, elevando assim o bem-estar dos usuários.

O Cebrace Cool Lite SKN na versão insulada proporciona ainda boa performance acústica, além de barrar os raios UV em quase 100%.

Bem ao centro do edifício, há uma abertura zenital, que permite maior entrada de luz natural em todo o espaço interno, conectando quem está dentro do prédio com o entorno.

De acordo com Jonas Sales, coordenador da Engenharia de Aplicação da Cebrace, os vidros Cebrace Cool Lite SKN 154 e 154 II são produtos de proteção solar com alto desempenho. “Eles melhoram a eficiência energética, reduzindo consideravelmente o sobreaquecimento interno e a carência de ar-condicionado, baixando o custo com energia elétrica e contendo emissão de CO2, colaborando com o meio ambiente”, explica.

Jonas Sales afirma que, na área interna, para o guarda-corpo e a escada (que vai do térreo ao nível 1), foi utilizado o vidro Cebrace Extra Clear laminado. “Esse tipo de material, além de oferecer segurança, entrega um design mais sofisticado, transparência e luminosidade superior ao vidro comum incolor”, complementa.

CARRETAS A GÁS PARA REDUÇÃO DE CO2
A Cebrac vem desenvolvendo ações para tornar seus produtos e processos cada vez mais sustentáveis visando o menor impacto no meio ambiente. Um dos projetos já em andamento é a renovação gradual da frota de caminhões a partir da utilização de veículos in loader a gás, o que vai resultar em uma redução das emissões de CO2 em torno de 15%.

Carreta movida a gás. (Foto: divulgação)

A princípio, o projeto conta com 10 carretas a gás que farão, inicialmente, rotas no estado de São Paulo. Para a gerente de marketing da Cebrace, Mônica Caparroz, o projeto é só o início de uma aceleração nos processos sustentáveis da líder no segmento de vidro plano brasileiro. “Estamos desenvolvendo um conjunto de ações para contribuir de forma efetiva para um mercado de arquitetura e de construção mais consciente e mais verde. É um caminho sem volta e que passa por todas as áreas da empresa: do desenvolvimento de produtos à entrega da matéria-prima aos distribuidores e processadores”, explica Mônica Caparroz.

Ainda não existem carretas ou caminhões elétricos com essa capacidade de carga e o uso do GNV é uma opção menos poluente se comparado ao diesel. Com um motor de 410 cv de potência, os veículos escolhidos para este projeto são R 410, que roda cerca de 500 km ao ser abastecido com o volume máximo (230 m³ de gás ou cerca de 944 litros) e permite usar o GNV e/ou biometano, colaborando ainda mais com as práticas sustentáveis.

Botão Voltar ao topo