fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

A inspiradora história da enfermeira Jaqueline que se tornou atleta do Crossfit

Jaqueline Souza Amaral Cabral, de 33 anos. (Foto: YourCamp 2022/ Emom Criativo)

Um estudo realizado pelo Ministério da Saúde, apontou um crescimento de 11% de praticantes de atividades físicas entre os anos de 2014 e 2019. Isso se deve as campanhas veiculadas no rádio e TV para estimular a prática de exercícios. Falando em atividade física, hoje vou falar um pouco de uma prática esportiva que está arrastando vários adeptos, o Crossfit.

O Crossfit chegou ao Brasil em 2009, trazido pelo paulistano Joel Fridman (primeiro Head Coach brasileiro) que no início treinava no Parque do Ibirapuera até abrir o seu box Crossfit. Foi o responsável por formar a maioria dos primeiros coachs brasileiros, oferecendo cursos de capacitação de nível básico onde atraia professores em busca de formação e de um local para treinar.

A modalidade conta com ampla variedade de movimentos funcionais realizados com alta intensidade. Exercícios cronometrados e intensos, mesclados com levantamentos de peso e ginástica. Cada box trabalha de acordo com o que propõe a marca e para extrair os melhores resultados dos seus praticantes.

Praticar Crossfit vai muito além de uma prática esportiva, é algo que você odeia ou se apaixona. No caso da paraense Jaqueline Souza Amaral Cabral, de 33 anos, foi amor à primeira vista. Em 2014, um box cruzou os “seus caminhos” e ela que nunca havia praticado nenhuma atividade física, entrou para conhecer e acabou encontrando ali sua paixão.

Jaque em ação no YourCamp 2022. (Foto: YourCamp 2022/ Emom Criativo)

Após quatro anos treinando, ela sentiu que era hora de alçar “voos mais altos” – incentivada pelo Coach Vinicius Zola e a parceira de treinos Ynara Carvalho, ela decidiu que queria ser atleta da modalidade.

Para quem pensa que a vida de atleta é só treinar e pronto, está bem enganado. Pode ser mais fácil para aquele que vive somente do esporte, mas para a Jaque é um desafio diário. Ela é esposa, mãe, trabalha como enfermeira num hospital da região, cursa o 1º semestre da faculdade de Educação Física e divide tudo isto com os treinos específicos para competições, natação e corrida.

Além disso, ela mesma cuida da sua dieta seguindo um plano alimentar elaborado por nutricionista de acordo com as necessidades nutricionais para melhorar sua performance nos treinos e durante as competições. Em casa, minha família (marido e filho) também treinam, fazem dieta e acabam ajudando no preparo dos alimentos; fazemos até marmitas e congelamos para otimizar nosso tempo, diz.

Se tornar uma atleta mudou a vida da Jaqueline. Antigamente ela não tinha bons hábitos voltados para a saúde do corpo e da mente, acreditava em todas as dietas da moda. Hoje ela aprendeu a ser disciplinada e sabe que o corpo precisa de “combustível” para funcionar corretamente, referindo-se à alimentação que é pesada, fracionada e sempre precisa ser consumida no horário certo.

Além dos cuidados com a nutrição do corpo, a rotina da atleta incluí: horas de descanso obrigatórias, fisioterapia, Coach Mental, suporte na suplementação prescrita, planilhas de treinos específicos e as competições que acontecem durante o ano todo.

Atualmente ela representa o Crossfit Pinda da cidade de Pindamonhangaba, interior de São Paulo, e está se preparando juntamente com outros três atletas para o campeonato Crossfit Copasur, que será realizado de 10 a 12 de junho na cidade de Vitória no Espírito Santo.

Um dos pré treinos favoritos da Jaqueline pela praticidade e por fornecer o aporte necessário para treinar é a panqueca de banana e cacau, que pode ser consumida em qualquer hora do dia. Ela mandou a receitinha para nós. Bora aprender essa delícia?

Panqueca de banana e cacau. (Foto: Arquivo pessoal)

PANQUECA DE BANANA E CACAU
INGREDIENTES
01 colher (sopa) de aveia em flocos finos
01 colher (sobremesa) de cacau em pó
02 ovos
01 banana nanica madura
Mel a gosto

MODO DE PREPARO
Amassar a banana e misturar todos os ingredientes.
Despejar numa frigideira, asse em fogo baixo até ficar sequinho por cima.
Vire para assar o outro lado por mais ou menos 1 minutinho, fique de olho para não queimar.
Pode ser servida sozinha ou acompanhada do que preferir.

Botão Voltar ao topo