fbpx
publicidade
𝑝𝘶𝑏𝘭𝑖𝘤𝑖𝘥𝑎𝘥𝑒

Porsche Cup: Werner Neugebauer ganha selo Carbono Neutro

Para chamar atenção para a importância e facilidade da neutralização de carbono, o gaúcho disputará a primeira etapa com "carimbo" carbono neutro em seu carro. Iniciativa se dá em parceria com a Moss, climatech responsável pela compensação das emissões do piloto.

Layout do Porsche 992 #8. (Foto: Divulgação)

Pequenos gestos que trazem grandes mudanças. Essa é a motivação encontrada pelo piloto da Porsche Carrera Cup Werner Neugebauer para contribuir com o meio ambiente. Na temporada 2022 o piloto de 35 anos resolveu “apagar” as pegadas deixada nas pistas e vai fez a neutralização de todo o carbono emitido nas corridas e no seu dia a dia em 2021. Neugebauer puxa a fila dos pilotos da categoria que fazem essa compensação de forma independente e acompanha a própria Porsche Cup Brasil, que faz a sua própria compensação. Para chamar a atenção para a importância do ato, Werner terá o carro adesivado como “carbono zero” na abertura da temporada nos dias 2 e 3 de abril, em Goiânia (GO).

Werner alerta para a simplicidade e a importância de fazer a neutralização de carbono. “Eu já tive vontade de fazer, mas achei que seria um processo complicado, mas no final é muito simples. Convido a todos que tenham essa vontade a pesquisar e ver que o processo é bem mais simples do que o que a gente imagina”, disse o campeão de 2018 e 2019. “Além da parte profissional, que é a compensação de tudo o que envolve as corridas, desde a logística, equipe e atividades de pista, também fiz por toda a emissão da parte pessoal. Acredito que essa seja uma pequena contribuição e exemplo do que podemos fazer para ajudar o planeta e um grande exemplo para os nossos filhos e as próximas gerações”, completou.

O método escolhido por Neugebauer para neutralizar suas pegadas foi a compra de crédito carbono da Moss, climatech brasileira pioneira e líder no mercado global de comercialização de créditos de carbono e soluções ambientais em blockchain. Por meio do MCO2 Token, primeiro ativo verde digital verdadeiramente global lastreado em blockchain do mundo, a compensação do piloto vai beneficiar projetos que contemplam a preservação da floresta amazônica. O inventário realizado pela Moss – feito em cima de tempo de atividade, distâncias percorridas e consumos – aponta que a temporada de 2021 demanda neutralizar 75 toneladas de CO2. Este número também inclui a compensação dos membros da equipe do piloto e toda a logística no ano anterior.

Botão Voltar ao topo