Taubaté inicia análise preventiva de árvores na área urbana da cidade

Share:
(Foto: Divulgação/PMT)

Com o objetivo de promover o monitoramento e a prevenção de riscos, associados à arborização em áreas urbanas, a Secretaria de Meio Ambiente de Taubaté (Sema) inicia no mês de outubro a avaliação técnica de árvores de grande porte, situadas em locais de grande circulação.

Foram selecionadas 15 árvores antigas com problemas fitossanitários aparentes observados por análises prévias da equipe técnica da Sema.

Para a execução do serviço, foi contratada a empresa Lester Infraestrutura Ltda. por um valor de R$ 12.560,00. O prazo de execução é de dois meses. O contrato prevê a avaliação técnica externa e interna das árvores.

A avaliação interna será realizada com a utilização de equipamentos resistógrafo e tomógrafo. O resistógrafo permite a detecção de problemas biomecânicos das árvores por meio de leituras de resistência à penetração de uma agulha.

O tomógrafo permite a detecção do comprometimento interno por meio do cálculo da velocidade de propagação das ondas mecânicas no interior do lenho, originando uma imagem tomográfica que permite observar áreas de maior e menor densidade correlacionadas à existência de lesões e processos de apodrecimento.

Para cada exemplar arbóreo avaliado serão emitidos os laudos com os resultados das análises resistográficas e tomográficas, acompanhados de relatório técnico e fotográfico. Serão indicados problemas estruturais, biomecânicos, sinais e sintomas encontrados na copa, no tronco, colo e prato de raízes, além de recomendações de ações de manejo e tratamento tendo como base os resultados das avaliações externa e interna das árvores.

As árvores podem ser tombadas como patrimônio natural de Taubaté.

Serão avaliadas as condições de árvores como mangueiras, jaqueiras, angico, cedros, flamboyant, tipuana, sibipirunas, albizia, paineira e platanus, nas regiões do Cecap, Chácara do Visconde, Centro, Parque Santo Antônio, Alto São Pedro e Monção.